PUBLICIDADE
Topo

Vem meteoro? Asteroide gigante vai passar "raspando" na Terra em março

Reprodução/Universidade de Leicester
Imagem: Reprodução/Universidade de Leicester

Constância García

Colaboração para Tilt

01/03/2021 04h00Atualizada em 25/03/2021 02h51

Um asteroide com cerca de 440 a 680 metros de largura deve passar próximo da Terra no dia 21 de março. Apesar de ser classificado como "potencialmente perigoso" pela Nasa, o risco de colisão com o nosso planeta é praticamente inexistente. A rocha espacial batizada de 231937 (2001 FO32) será o maior e mais rápido asteroide a passar pela terra em 2021.

Mas por que o asteroide é considerado perigoso se não tem nenhum risco de colidir com a Terra?

É que, segundo o Centro Para Estudos de Objetos próximos à Terra, da Nasa, para ganhar o status de perigoso, é necessário que a órbita de um asteroide cruze com a da Terra com uma distância inferior a 7,5 milhões de quilômetros. Além disso, a rocha precisa ter um diâmetro superior a 140 metros.

O novo "vizinho" do planeta Terra superou todos esses números. Se tudo ocorrer como o previsto pelos pesquisadores, ele vai passar a uma distância mínima de cerca de 2 milhões km "perto de nós".

O 231937 (2001 FO32) foi detectado por telescópios de um programa do MIT Lincoln Laboratory, financiado pela Força Aérea dos EUA e pela Nasa, em 23 de março de 2001. Desde então, sua atividade tem sido monitorada pelos astrônomos, que usaram essas informações para calcular a órbita do asteroide e determinar a que distância a rocha espacial chegará da Terra. Ela deve passar "raspando" a quase 124 mil km/h.

Outros asteroides potencialmente perigosos

Mesmo com a novidade no espaço, vale ressaltar que nenhum asteroide tem a potência ou proximidade necessárias para colidir com a Terra pelos próximos 100 anos. O maior risco está no asteroide batizado como (410777) 2009 FD, que tem uma chance de 0,2% de atingir o planeta em 2185.

Antes disso, o asteroide 99942 Apophis, que ocupa o terceiro lugar na lista da Nasa de "objetos próximos da Terra" (NEOs) potencialmente perigosos, tem uma chance de 1 em 150 mil de colidir com nosso planeta, em 2068. Ele tem uma largura equivalente a três campos de futebol.

As chances são mínimas, mas, se um dia ele vier a cair na Terra, o impacto será 3.800 vezes mais poderoso do que a bomba de Hiroshima, liberando o equivalente a 1.150 megatons de TNT. Por isso, ele foi apelidado de "asteroide do juízo final".

Se você pensa que ver asteroides passando raspando pela Terra é algo raro, está enganado. Muitos desses corpos celestes passam entre a Terra e a Lua com frequência. Seus fragmentos acabam entrando na atmosfera terrestre quase que diariamente em forma de meteoros. Uma vez que alguns pedaços de rochas tocam o solo, eles passam a ser chamados de meteoritos.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado no texto, o asteroide 231937 (2001 FO32) tem estimados 440 a 680 metros de diâmetro, e não um quilômetro de diâmetro. Também não procedia a comparação com a Ponte Rio-Niterói, que tem cerca de 13 km de comprimento. O texto foi corrigido.