PUBLICIDADE
Topo

Não faça como Bolsonaro! Aprenda a liberar comentários com foto no Facebook

Getty Images
Imagem: Getty Images

Marcella Duarte

Colaboração para Tilt

18/02/2021 10h17

O presidente Jair Bolsonaro criticou nos últimos dias o Facebook, porque não estava recebendo comentários com fotos feitos por seguidores em seu perfil. Ele considerou isso uma censura. No entanto, ficou claro depois que era uma falta de conhecimento dele sobre a plataforma: a rede social permite que administradores de páginas liberem ou não a publicação de comentários com fotos e vídeos. Tudo é feito dentro das configurações da conta no Facebook.

O que rolou?

Bolsonaro pediu para que os seguidores compartilhassem com ele imagens de notas fiscais após o abastecimento de combustível no valor de R$ 100. Com isso, queria questionar o ICMS cobrado pelos postos espalhados pelos estados.

Mas, os internautas não conseguiram anexar as imagens, e começaram a reclamar. Foi isso que desencadeou a revolta do presidente contra o Facebook, inclusive com frases de ameaças de aumentar os impostos sobre redes sociais no país.

"Obrigado quem mandou nota fiscal para mim por outros meios, já que o Facebook bloqueou. Vamos ver, já liguei para a AGU (Advocacia-Geral da União) para ver o que a gente pode fazer", disse o presidente durante uma live feita por um de seus filhos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, na segunda-feira (15).

"O Facebook bloquear a mim e a população, é inacreditável [...] E não há uma reação da própria mídia, ela se cala. Falam tanto da liberdade de expressão para eles, em grande parte, mentir com matérias. Agora para a população é uma censura que não se admite", completou, também criticando a imprensa.

O que o presidente parece desconhecer são as configurações habilitadas em sua página no Facebook. Como dito anteriormente, a rede social deixa a critério dos administradores a opção de permitir comentários com fotos, vídeos, GIFs e/ou stickers (figurinhas).

Tilt observou ontem (17) que a página de Bolsonaro funcionava com o recurso de receber imagens por comentários desativado (como mostra imagem abaixo). O perfil só permitia o envio de emojis, GIFs e figurinhas.

Reprodução de publicação de Jair Bolsonaro no Facebook: configuração impede publicação de comentários com fotos - Reprodução - Reprodução
Configuração de conta de Bolsonaro no Facebook não permite receber comentários com fotos
Imagem: Reprodução

Observe na imagem a seguir que os ícones localizados na parte inferior são diferentes. Aparecem quatro ícones quando alguém vai comentar: inserir emoji (carinha feliz), anexar foto ou vídeo (símbolo de câmera), publicar uma figurinha (papelzinho) ou incluir GIF.

Página do Facebook com configuração de recebimento de fotos em comentários habilitada - Reprodução - Reprodução
Exemplo de perfil no Facebook com configuração de recebimento de fotos em comentários habilitada
Imagem: Reprodução

O print da tela do perfil de Bolsonaro foi feito ontem por volta das 13h22. Ao verificar a página novamente, às 15h40, foi possível ver que os ícones foram atualizados. Agora, o perfil permite o envio de comentários com fotos.

Procurada por Tilt, a assessoria de imprensa do presidente respondeu que não irá comentar o caso.

Como alterar as configurações do Facebook

1- Acesse sua página (é preciso ser administrador; não vale para perfis)

2- Clique em configurações e encontre o menu "Publicações de visitantes"

3- Clique em "Editar". Lá é possível:

  • Permitir que os visitantes da Página enviem publicações
  • Desativar publicações de outras pessoas na Página

4- Se permitir, há duas opções que podem ser ativadas:

  • Permitir publicações com foto e vídeo
  • Verificar publicações de outras pessoas antes de serem publicadas na Página
Configuração de página para receber ou não fotos e vídeos em comentários - Reprodução - Reprodução
Configuração de página para receber ou não fotos e vídeos em comentários
Imagem: Reprodução

5- Clique em salvar alterações para confirmar as configurações escolhidas

Por padrão, a página vem com todos os comentários liberados, como mostrado acima. Na do presidente, porém, alguém havia desativado o menu "Permitir publicações com foto e vídeo".

Nas configurações da página, também é possível restringir outras interações, como envio de mensagens privadas (Messenger), e bloquear comentários com palavras obscenas ou termos específicos.

No calor do momento, o presidente também culpou a nova medida do Facebook de redução de conteúdos relacionados a política, que está em fase de teste no Brasil, Canadá e Indonésia e será aplicada nos EUA nas próximas semanas, pela suposta censura.

Aqui é bom esclarecer que isso não tem qualquer relação com a publicação de fotos nos comentários do Facebook. Significa que em nosso feed deve aparecer menos publicações do tema. Segundo o Facebook, o objetivo é "preservar a capacidade das pessoas de encontrar e interagir com conteúdo político no Facebook, respeitando o interesse de cada uma delas sobre o que desejam ver no topo de seu feed".