PUBLICIDADE
Topo

Bill Gates: resolver a covid-19 é mais fácil do que as mudanças climáticas

Reuters
Imagem: Reuters

Bruna Souza Cruz

De Tilt, em São Paulo

15/02/2021 13h18

Resolver os problemas em torno das mudanças climáticas é muito mais difícil do que acabar com a pandemia do novo coronavírus. A opinião é de Bill Gates, bilionário fundador da Microsoft.

Em entrevista à BBC, Gates afirmou que o esforço necessário para acabar com a covid-19 é "muito, muito fácil" em comparação com o que é preciso ser feito para combater as mudanças climáticas. Não que Gates ache que a pandemia não passa de uma gripezinha (ele até já tomou a vacina), mas ele argumentou que resolver a segunda questão seria "a coisa mais incrível que a humanidade já fez".

O ex-presidente executivo da Microsoft está lançando um livro chamado "How to Avoid a Climate Disaster" (Como evitar um desastre climático, em tradução livre), cujo papel é expor a urgência de combater a mudança climática com estratégias que devem ser adotadas o quanto antes.

A preocupação dele está no fato de que solucionar os problemas do clima vai exigir uma mudança global enorme na substituição de soluções de energia renovável, além de mudanças no modo de vida das pessoas. "Nunca fizemos uma transição como estamos falando nos próximos 30 anos. Não há precedente para isso", afirmou.

De acordo com o bilionário, reduzir os gases de efeito estufa dos 51 bilhões adicionados à atmosfera anualmente no momento para zero é o que precisa ser feito. Fontes de energia renováveis, como a solar e eólica, podem ajudar nessa missão, representando menos de 30% do total de emissões de gases nocivos ao meio ambiente.

E, para fortalecer toda essa mudança, Gates defende que os governos têm o papel de liderar os esforços em uma escala que o mundo nunca viu antes. Consequentemente, isso exigirá investimentos em pesquisa e desenvolvimento.

A reportagem da BBC destacou que Bill Gates em sua temporada na Microsoft era conhecido por ir contra regulamentações por acreditar que algumas sufocavam a inovação. Em resposta, o bilionário afirmou que sempre apoiou "o papel fundamental do governo em termos de estradas, justiça, educação e pesquisa científica."

Ao programa de rádio canadense "The Current", Gates afirmou que a pandemia é uma tragédia, mas há coisas brilhantes acontecendo a partir do enfrentamento do problema, como a inovação na saúde e na vacina desencadeadas pelo coronavírus. O bilionário acredita que isso irá preparar melhor o mundo para a próxima pandemia e pode ajudar a erradicar doenças globais em países de baixa renda.

Bill Gates é co-presidente da Fundação Bill & Melinda, que doou só no início de dezembro do ano passado US$ 250 milhões para a luta contra covid-19. Já em 2015, o bilionário afirmava que um vírus responsável por uma futura pandemia representaria um risco maior para o mundo do que uma guerra nuclear.

Bill Gates e as conspirações sobre covid-19

O ex-executivo da Microsoft se tornou um dos principais alvos de teorias da conspiração envolvendo o novo coronavírus. As acusações — sem prova — vão desde a invenção de vírus com a proposta de despovoar regiões até a implantação de microchips para rastrear pessoas.

"Por que eu iria querer rastrear as pessoas? Sabe, não estou muito interessado em saber para onde as pessoas estão indo", afirmou rindo à BBC.

O que Gates deseja é "ter um pouco de sorte" no desenvolvimento de novas tecnologias que ajudem a resolver áreas difíceis, como a das mudanças climáticas.