PUBLICIDADE
Topo

Mais cores e controle por voz; vale a pena ter lâmpada inteligente em casa?

Thuanny Gantuss/ Pexels
Imagem: Thuanny Gantuss/ Pexels

Régis Soares

Colaboração para Tilt

09/01/2021 04h00

Automatizar sua casa é mais simples do que parece hoje em dia. Com um smartphone você vira o todo-poderoso de sua casa inteligente, pois nele você controla eletrodomésticos —como cafeteira, ventilador e ar-condicionado— tranca portas e até ajusta as luzes dos cômodos. É aí que entram as lâmpadas inteligentes.

Conectadas ao wi-fi da casa, elas trazem benefícios como configurar as cores, intensidade e até programação para que se liguem e desliguem sozinhas. Tudo isso é comandado por um aplicativo próprio da fabricante da lâmpada ou por comando de voz. Neste último caso, dá para fazer isso tanto no celular, via Google Assistente, Amazon Alexa e Siri (Apple) quanto em um alto-falante inteligente devidamente configurado.

Sabe quando você vai dormir, esquece a luz de algum cômodo acesa e tem preguiça de levantar para apagar? Com uma lâmpada inteligente, você só precisa do celular na mão para fazer isso. Ou quer criar um clima de romance na sala com uma luz mais quente e vermelha? Ela faz isso também. Sair de férias e dar a aparência de casa ocupada com luzes acendendo todas as noites? Tranquilo, é possível.

Primeiro passo para a casa automatizada

As lâmpadas são a entrada para quem deseja começar a automatização de uma casa, de acordo com José Ricardo Tobias, diretor de produtos para casa inteligente da Positivo. Para ele, a transição das lâmpadas comuns para as smart ainda está no começo no Brasil, mas veio para ficar.

"O consumidor está cada vez mais ciente dos benefícios, as soluções estão ganhando espaço nas prateleiras físicas e online do varejo nacional, e a experiência de uso está melhorando continuamente, tornando toda a jornada mais democrática", diz.

Uma das vantagens para o consumidor estaria no consumo, pois a tendência é que essa iluminação seja mais eficaz do que a tradicional. Como elas são de LED, isso já as tornam bastante eficientes energeticamente. Além disso, o usuário pode programar horários para ligá-las e desligá-las e modular a intensidade do brilho.

Para André Yuamoto, gerente de desenvolvimento da empresa de produtos inteligentes NovaDigital, a possibilidade de controlar as luzes por voz, no conforto da cama ou sofá, são um dos principais atrativos. Criar ambientes interativos por cores também são um diferencial; certas lâmpadas podem trocar de cor de acordo com o ritmo da música que está tocando na casa.

O que ver na hora da compra

Algumas especificações das lâmpadas inteligentes são bem semelhantes entre diferentes modelos. Normalmente elas se conectam à internet sem fio da casa na frequência de 2.4 GHz. Alguns roteadores mais modernos também têm a opção de wi-fi 5 GHz, mas ela não atende bem a objetos inteligentes porque apesar de mais rápida, tem menor alcance de área.

Outra coisa comum vista nos sites de compra são as cores —vários modelos afirmam ter "até 16 milhões de cores" mas na prática isso não quer dizer muita coisa. Mas sim, elas podem ter muitas cores da tabela RGB: vermelho, verde, amarelo, laranja, roxo, azul turquesa, lilás...

A forma de bocal que se adequa à maioria das instalações de lâmpadas domésticas é a E27, aquela rosca que todo mundo conhece. Se a da sua sala é assim, compre modelos com esse padrão. Além disso, como em lâmpadas convencionais, há a potência medida em watts (W); quanto maior o número, mais potente a lâmpada será. E veja também se a tensão bate com a da sua casa, pois nem todas são bivolt (que funciona em redes de 110 V e 220 V).

O que não é bom nelas?

Nos modelos abaixo, você vai perceber que a principal desvantagem das lâmpadas inteligentes ainda é o alto preço. Portanto, se você estiver interessado, vale comprar uma de cada vez e colocar nos cômodos em que você prioriza o controle de luz —pode ser a sala de estar para ver filmes e receber amigos, ou o seu quarto para criar clima romance, para citar dois exemplos.

Outra coisa que pode afugentar os mais leigos é que a configuração —tanto por app quanto por assistente de voz— nem sempre é intuitiva. Mas vale a pena insistir e, se preciso, pesquisar dicas na internet ou falar com o atendimento da fabricante.

Smart Lâmpada Positivo Wi-Fi - Divulgação/Positivo - Divulgação/Positivo
Imagem: Divulgação/Positivo

Smart Lâmpada Positivo Wi-Fi

  • Potência:9 W
  • Dimensões: 60 x 60 x 120 mm
  • Conector: E27
  • Rede sem fio: 2.4 GHz
  • Tensão: 100 a 240 V
  • Cores: 16 milhões
  • Comando de voz: Alexa, Google Assistente
  • Preço: R$ 99
Lâmpada Inteligente 10w NovaDigital E27 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Lâmpada Led Inteligente Wi-Fi 10w NovaDigital E27

  • Potência: 10 W
  • Dimensões: 60 x 115 mm
  • Conector: E27
  • Tensão: 100 a 240 V
  • Rede sem fio: 2.4 GHz
  • Comando de voz: Alexa ou Google Assistente
  • Preço: R$ 84,99
Philips Hue White & Color Ambiance Lâmpada E27 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Philips Hue White & Color Ambiance Lâmpada E27 110V

  • Potência: 9 W
  • Dimensões: 60 x 60 x 110 mm
  • Conector: E27
  • Tensão: 110 V
  • Rede sem fio: 2.4 GHz
  • Comando de voz: Alexa, Apple Homekit ou Google Assistente
  • Preço: R$ 399
Lâmpada Mi Led Smart Bulb - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Lâmpada Mi Led Smart Bulb

  • Potência: 6 W
  • Dimensões: 120 x 55 x 55 mm
  • Conector: E27
  • Tensão: 100 a 240 V
  • Rede sem fio: 2.4 GHz
  • Comando de voz: Alexa ou Google Assistente
  • Preço: R$ 190