PUBLICIDADE
Topo

Invenção brasileira para cegos emite "bip" ao contar gotas de remédios

Ping, aparelho da startup Contra que emite sinais sonoros para conta-gotas - Divulgação/Contra
Ping, aparelho da startup Contra que emite sinais sonoros para conta-gotas Imagem: Divulgação/Contra

De Tilt, em São Paulo

13/12/2020 10h09

Há no Brasil pouco mais de 6 milhões de deficientes visuais. Um problema enfrentado por eles e pouco comentado é a dificuldade de contar, por conta própria, gotas de dosagens de remédios. Um aparelho chamado Ping, desenvolvido pela startup paraibana Contra, ajuda nessa função ao emitir um sinal sonoro a cada gota de medicamento despejada pelo usuário.

Desenvolvido há quatro anos por dois estudantes de engenharia da UFPB (Universidade Federal da Paraíba), o Ping pode ser colocado sobre um copo. Seu orifício central é onde as gotas são despejadas, e daí o aparelho usa sensores para perceber as gotas e avisá-las com um "bip". Seus protótipos foram feitos em impressora 3D.

O projeto recebeu investimento federal em setembro para a equipe realizar ajustes finais até chegar ao produto final. O projeto teve a adesão da Spark, empresa holandesa de design de produtos com operação em Recife. Nessa fase, foi discutido que o produto precisava ser manuseado com uma mão só, apoiado sobre o copo, além de parecer o menos possível com um aparelho médico para não chamar muita atenção.

A Contra diz que o lote inicial de produtos deve ser disponibilizado até abril e doado para o Instituto dos Cegos da Paraíba, que participou das etapas de pesquisa e testes. Outra etapa do lançamento é mostrar os aparelhos a potenciais investidores para viabilizar a fabricação e distribuição para todo o país.