PUBLICIDADE
Topo

Astrofísico: Asteroide pode atingir a Terra um dia antes de eleição nos EUA

De Tilt, em São Paulo

19/10/2020 10h56

O astrofísico americano Neil deGrasse Tyson declarou que um asteroide pode atingir a Terra um dia antes de eleições para a presidência nos Estados Unidos, que estão programadas para acontecer no dia 3 de novembro.

"O asteroide 2018VP1, uma rocha espacial do tamanho de um refrigerador, pode se chocar conosco a mais de 40 mil km/h. Poderá colidir com a Terra no dia 2 de novembro, um dia antes das eleições presidenciais. Não é suficientemente grande para causar danos. Portanto, se o mundo acabar em 2020, a culpa não será do Universo", escreveu no último sábado, em sua conta no Twitter.

Tyson, 62, é uma celebridade nos EUA. Desde 1996, ele é diretor do planetário de Hayden. Ele também é pesquisador associado do Museu Americano de História Natural de Nova York (EUA).

Mas o astrofísico começou a ganhar notoriedade nos Estados Unidos em 2006, quando passou a apresentar o programa de educação científica Nova scienceNOW, onde ficou até 2011. Em 2014, Tyson passou a comandar um remake do programa 'Cosmos', muito famoso no país na década de 80.

Tyson teve que lidar com pelo menos quatro acusações de assédio e abuso sexual nos últimos anos feitas por mulheres que trabalharam com ele ao longo de sua carreira.

Questionado por uma internauta se ele tem planos de solução caso um asteroide maior colida com a Terra, Tyson respondeu inicialmente que não, mas depois se corrigiu: "Na verdade, nós temos planos, mas nenhum deles é financiado."