PUBLICIDADE
Topo

Blocos de lixo espacial estão em rota de colisão para a noite desta quinta

A rota de colisão prevista para os objetos no espaço, segundo a LeoLabs - Divulgação/LeoLabs
A rota de colisão prevista para os objetos no espaço, segundo a LeoLabs Imagem: Divulgação/LeoLabs

De Tilt, em São Paulo

15/10/2020 13h35

Dois pedaços grandes de lixo espacial estão em rota de colisão prevista para resultar em impacto na noite de hoje, segundo a companhia de mapeamento espacial LeoLabs. O choque está projetado para acontecer a 991 km do Oceano Atlântico sul, próximo à costa da Antártida.

Segundo a LeoLabs, a chance de colisão dos objetos é superior a 10%, um número considerado alto dada a massa combinada do entulho: 2,8 toneladas. Ainda mais preocupante: os dois blocos de lixo espacial viajam a uma velocidade relativa de mais de 52 mil km/h.

"Esse evento continua sendo de muito alto risco e provavelmente continuará dessa forma ao longo de período de aproximação das massas", publicou a LeoLabs no Twitter, ontem. Ainda no Twitter, o astrônomo e rastreador de satélites Jonathan McDowell, do Centro de Astrofísica de Harvard-Smithsonian, identificou os objetos como sendo os restos de um satélite de navegação soviético chamado Parus e um componente de foguete chinês.

A LeoLabs monitora a movimentação e a ocorrência do impacto, prevista para acontecer (ou não) às 21h56 desta noite. Caso haja de fato uma batida entre os objetos, o aumento de lixo espacial na baixa órbita da Terra será de 10%.