PUBLICIDADE
Topo

Novo Moto G9 Plus custa bem mais caro que o modelo anterior

Moto G9 Plus ganhou "furo" na tela e abandonou o entalhe em formato de gota - Rodrigo Trindade/UOL
Moto G9 Plus ganhou "furo" na tela e abandonou o entalhe em formato de gota Imagem: Rodrigo Trindade/UOL

Rodrigo Trindade

De Tilt, em São Paulo

10/09/2020 09h00Atualizada em 10/09/2020 17h27

Os celulares intermediários Moto G9 Plus, Moto G9 Play e o básico Moto E7 Plus, da Motorola, foram lançados no Brasil nesta quinta-feira (10). A atualização traz melhorias enormes na comparação com os modelos do ano passado —algo que foi justificado pela empresa como uma resposta a pedidos de usuários e o contexto de isolamento social do coronavírus. Por conta disso, o preço aumentou bastante.

A nova geração tem mais bateria, tela e capacidade de armazenamento, além de sistemas de câmera avançados. Em compensação, o G9 Plus custa R$ 2.499, um valor 47% maior que os R$ 1.699 do Moto G8 Plus do ano passado. O Moto G9 Play sai por R$ 1.599, contra R$ 1.099 do Moto G8 Play; o básico Moto E7 Plus lançou custando R$ 1.499, contra R$ 899 do Moto E6 Plus.

Segundo Thiago Masuchette, chefe de produtos da Motorola Brasil, os preços mais altos são motivados pelos recursos tecnológicos mais avançados e pela situação econômica atual. "O dólar acaba tendo um impacto no preço, porque utilizamos componentes importados", explica.

Destaque do trio, o Moto G9 Plus se diferencia do antecessor logo de cara, abandonando o entalhe em formato de gota e trocando-o por uma câmera frontal de 16 MP com "furo" na tela. Na traseira, o sistema de câmeras agora é quádruplo com um sensor principal de 64 MP, acompanhado de uma grande angular de 8 MP, um sensor macro e outro de profundidade (ambos de 2 MP). A câmera de ação, presente no Moto G8 Plus —mas não muito útil— foi deixada de fora.

Outra mudança visual está no sensor de digital, que agora está em um botão no canto direito do smartphone, abaixo das teclas de volume. Na outra lateral, foi introduzido um botão de atalho para chamar o Google Assistente.

Traseira do Moto G9 Plus - Rodrigo Trindade/UOL - Rodrigo Trindade/UOL
Detalhes do Moto G9 Plus: câmera com quatro sensores e botão com sensor de digital na lateral
Imagem: Rodrigo Trindade/UOL

A tela segue com a mesma resolução do Moto G8 Plus (Full HD+), mas passou a contar com a tecnologia HDR10, além de crescer e ter agora 6,8 polegadas —se já era grande antes, agora ela é enorme.

O mesmo vale para a bateria, que agora é de 5.000 mAh, contra 4.000 mAh do antecessor. O novo smartphone vem com o carregador TurboPower de 30W, que segundo a marca acrescenta 12 horas de uso em dez minutos de carga, embora na prática essas horas dependem do uso (filmar vídeos, por exemplo, normalmente gastam mais que redes sociais).

Ao adotar o processador Snapdragon 730G, a Motorola promete que o Moto G9 Plus é 20% mais eficiente no consumo de energia e com um desempenho 57% mais rápido na comparação com o G8 Plus. O celular também é o primeiro da linha Moto G a ter 128 GB de armazenamento.

Melhoras nos mais básicos

Os modelos mais simples também tiveram avanços significativos. O Moto E7 Plus ainda tem uma câmera traseira dupla (algo considerado pouco em 2020), mas o sensor principal foi de 13 MP para 48 MP (o de profundidade continua com 2 MP) e ganhou os recursos de foto noturna (Night Vision) e combinação de pixels para melhorar a imagem (Quad Pixel), introduzidos no Motorola One Vision.

O Moto G9 Play, por sua vez, manteve a câmera traseira tripla do antecessor, mas conta agora com um sensor principal de 48 MP com Night Vision e Quad Pixel e trocou a grande angular por um sensor macro.

Bateria, tela, armazenamento e memória RAM de Moto E7 Plus e Moto G9 Play são idênticos: 5.000 mAh, 6,5 polegadas HD+, 64 GB e 4 GB.

Além das câmeras, a principal diferença dos modelos está no processador. O Moto G9 Play usa o Snapdragon 662, que permite o uso de inteligência artificial para ajudar no uso da câmera, enquanto o Moto E7 Plus conta com o Snapdragon 460.

Ficha técnica

Moto G9 Plus

  • Tela: 6,8 polegadas, resolução Full HD+ (1080 x 2400) e HDR10
  • Sistema operacional: Android 10
  • Processador: Snapdragon 730G
  • Câmera traseira: 64 MP (principal), 8 MP (grande angular), 2 MP (macro) e 2 MP (profundidade)
  • Câmera frontal: 16 MP
  • Memória: 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento
  • Bateria: 5.000
  • Preço: R$ 2.499

Moto G9 Play

  • Tela: 6,5 polegadas, resolução HD+ HD+ (720 x 1600)
  • Sistema operacional: Android 10
  • Processador: Snapdragon 662
  • Câmera traseira: 48 MP (principal), 2 MP (macro) e 2 MP (profundidade)
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Memória: 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento
  • Bateria: 5.000 mAh
  • Preço: R$ 1.599

Moto E7 Plus

  • Tela: 6,5 polegadas, resolução HD+ HD+ (720 x 1600)
  • Sistema operacional: Android 10
  • Processador: Snapdragon 460
  • Câmera traseira: 48 MP (principal) e 2 MP (profundidade)
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Memória: 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento
  • Bateria: 5.000 mAh
  • Preço: R$ 1.499
Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado no título e na página principal do UOL, o preço do Moto G9 Plus é 47% mais caro que o modelo anterior, e não o dobro. O título foi corrigido.