PUBLICIDADE
Topo

TV


TV "maluca" que gira para ser usada na vertical chega ao país por R$ 9.999

The Sero, TV da Samsung que gira para ser usada na vertical - Divulgação
The Sero, TV da Samsung que gira para ser usada na vertical Imagem: Divulgação

Gabriel Francisco Ribeiro

De Tilt, em São Paulo

04/09/2020 15h31

Diz aí: você usaria uma televisão na vertical? Essa é a mais recente aposta da Samsung. A marca trouxe ao Brasil nesta sexta-feira (4) uma televisão "maluca" que vira para ser utilizada na vertical, no formato dos celulares.

O aparelho custará R$ 9.999 e já está disponível no site da marca, além de outros varejos selecionados - ele chegará a poucas lojas físicas. O nome oficial da televisão é "The Sero" e ela tem 43 polegadas, com qualidade 4K.

Com a The Sero ("Sero" significa "vertical", em coreano), você pode alternar entre a tela na horizontal ou na vertical, como acontece com um smartphone. Após lançamento inicial na Coreia do Sul, no ano passado, o modelo voltado aos "millennials" teve exibição mundial durante a feira de tecnologias CES 2020. A ideia é que a tela fique num suporte moderno e tenha outros recursos de exibição para quando não está em uso.

"Daqui a cinco ou dez anos, os millennials com certeza vão mudar a usabilidade da TV. Vários competidores estão entrando no mercado, por isso vamos ficar no segmento premium e no estilo de vida, criando a demanda por 8K, MicroLed e telas maiores de 75 polegadas, com melhores acessórios", explicou Yedi Jangm, diretor de planejamento da divisão de telas da Samsung, à reportagem ainda no ano passado.

O modelo 'The Sero' teve boas vendas na Coreia do Sul segundo a marca, mas ainda rende opiniões divergentes. Contudo, certamente tem seu nicho: enquete no Instagram de Tilt durante a CES aponta para 62% de rejeição e 38% de aprovação desse novo estilo de TV.

A reportagem já viu a TV pessoalmente em duas oportunidades: uma na fábrica da Samsung na Coreia do Sul e outra na CES 2020. A impressão é de estar de frente a algo de fato diferente, mas nem tanto útil - ao ponto da gente se perguntar "por que usaríamos isso?". É claro, contudo, que toda tecnologia tem seu início e seu nicho.

Como funciona?

Basta conectar um smartphone na TV e deixá-lo na vertical que o televisor virará para a vertical, refletindo na mesma proporção o conteúdo visto nessa posição do celular. Ainda não está claro quais modelos de smartphones serão configurados para isso, mas é provável que os modelos Galaxy, da Samsung, tenham essa função.

O celular pode ser conectado com fio ou sem fio - a Samsung tem um recurso nos celulares em que espelha eles nas televisões conectadas na mesma rede wifi. Existe um modo em que você conecta o celular apenas tocando ele do lado da TV.

Esse modo com o toque do lado é compatível com os celulares Galaxy Z Flip e Fold, Galaxy S8 e superior, Galaxy Note 8 e superior, Galaxy A6+ e superior, Galaxy J8 e superior com sistema Android a partir da versão 8.1 e para o aplicativo SmartThings a partir da versão 1.7.47 - o app serve quando o celular for de outras marcas.

É possível rotacionar a tela de três maneiras: apertando um botão no controle remoto, acionando a rotação da tela pelo aplicativo SmartThings ou por um ícone exclusivo presente em alguns smartphones da marca.

Os iPhones também são compatíveis com televisões Samsung pelo AirPlay, mas não está claro se servirão para girar a TV.

A TV gira de forma suave e rápida entre as duas diferentes posições. Se o usuário decidir colocar na horizontal novamente, o aparelho voltará para a posição "normal" de uma TV. Basta girar o celular que a TV também girará automaticamente.

A estratégia da Samsung é que usuários vejam conteúdos de redes sociais diretamente na TV. Em vez de usar uma tela de 6 polegadas (na média) dos celulares, usariam o display gigante de uma televisão. Segundo dados de pesquisa interna da marca, 70% dos brasileiros têm o costuma de espelhar o smartphone na TV.

Se isso faz sentido para uma parcela considerável do público ou não, é outra história.

Novas formas de usar a TV

A The Sero é mais uma televisão "diferente" lançada pela Samsung nos últimos anos. O movimento começou com a televisão que acabava com a tela preta, lançada em 2018 e que contava com o modo ambiente embutido pela primeira vez. Atualmente os principais televisores da empresa contam com isso.

Na sequência, a marca trouxe a The Frame, uma televisão que pode ser exposta como uma obra de arte e conta com vários quadros famosos em seu acervo. Ela tem borda mínima, fica colada na parede e tem uma moldura que lembra quadros.

A Samsung não é a única empresa a criar televisões com esse pensamento fora da caixa. A LG, que já conta com televisores Oled que estão entre os melhores do mundo, apresentou nas últimas duas CES um televisor com uma tela que se enrola como jornal dentro de uma base.

O modelo da LG, contudo, ainda não começou a ser vendido de forma oficial e se limita a apresentações em feiras.

Outro elemento diferente para televisões foi introduzido pela Xiaomi: a marca apresentou recentemente um modelo de TV transparente que "some"com o fundo do ambiente quando está desligada.

Entre as próximas tecnologias que estão para revolucionar as TVs, estão o painel modular com MicroLeds, que inclusive a Samsung já vende sob demanda, e a tecnologia 8K, que marcas como LG, Sony e a própria Samsung já trabalham.