PUBLICIDADE
Topo

Gerou revolta: por que Instagram removeu foto de homens se beijando?

Usuário acusa Instagram de remover foto em que beija namorado - Reprodução
Usuário acusa Instagram de remover foto em que beija namorado Imagem: Reprodução

Felipe Oliveira

Colaboração para Tilt

31/08/2020 16h48

Um usuário acusou o Instagram de homofobia após a rede social remover uma foto dele beijando o namorado. De acordo com o servidor público Rafael Lugão, a imagem estava com cerca de mil curtidas quando foi retirada do ar sob a justificativa de que a publicação ia contra as "Diretrizes da Comunidade".

"O Instagram removeu uma foto de 2 homens se beijando porque isso vai contra as diretrizes da comunidade. Homofobia!", explicou o rapaz em postagem no Twitter, que já tem mais de 121 mil curtidas.

Lugão afirmou que a foto foi publicada no sábado (29) e removida no mesmo dia. Após a postagem viralizar, ele recebeu uma série de ataques homofóbicos nos comentários.

"Inicialmente eu estava recebendo mensagens carinhosas dos amigos. Mas meu perfil é aberto, daí começaram a surgir comentários homofóbicos de pessoas que nem me seguem, com insultos e emojis de vômito", contou a Tilt.

Ele afirmou que pretendia denunciar os comentários homofóbicos à plataforma, mas perdeu o acesso a eles quando a foto foi removida.

Tilt entrou em contato com o Instagram para saber os motivos que levaram a foto a ser removida. A plataforma respondeu que errou.

"Não toleramos nenhum tipo de discriminação no Instagram e, nesse caso, cometemos um erro ao remover a publicação em questão. Pedimos desculpas pelo ocorrido, o conteúdo já foi restaurado", disse em nota.

A plataforma afirmou ser uma "comunidade global e diversa" e que quer "proporcionar um ambiente onde todos possam expressar suas identidades", mas as críticas não pararam.

"Imagino que essas pessoas tenham denunciado a foto, ao ponto de o Instagram acatar as denúncias e remover a foto. É revoltante pensar que ataques homofóbicos sobressaiam a nossa liberdade de demonstração de afeto", completou Rafael.

O usuário sente que foi silenciado. "Não se trata apenas de uma foto. Eu poderia postar a foto novamente. Mas atitudes como essa demonstram uma tentativa absurda de silenciar as minorias", afirmou.

Além disso, Lugão ressaltou que o episódio serviu para mostrar quantas pessoas já tiveram tuites e fotos apagadas por conteúdos semelhantes. "Muitas pessoas vieram aqui comentar que passaram por coisas semelhantes", disse.