PUBLICIDADE
Topo

Desde divórcio, ex de Bezos já doou US$ 1,7 bilhão para caridade

Mackenzie Scott, ex-mulher de Jeff Bezos -
Mackenzie Scott, ex-mulher de Jeff Bezos

Carina Brito

Colaboração para o UOL

29/07/2020 09h44

Enquanto Jeff Bezos virou notícia recentemente por ter ganhado US$ 13 bilhões em apenas um dia, sua ex-mulher foi por outro caminho e doou para a caridade uma parte de sua enorme fortuna. A escritora e ativista MacKenzie Scott (que está usando seu nome do meio como sobrenome após o divórcio) fez o anúncio em um texto do Medium contando que ajudou organizações sem fins lucrativos com US$ 1,7 bilhão (aproximadamente R$ 8,7 bilhões na cotação atual).

"No ano passado, prometi devolver a maior parte de minha riqueza à sociedade que ajudou a gerá-la", escreve Scott. "Não há dúvida de que a riqueza pessoal de alguém é o produto de um esforço coletivo e de estruturas sociais que apresentam oportunidades para algumas pessoas e obstáculos para inúmeras outras".

Apenas as ONGs que trabalham pela equidade racial receberam o montante de US$ 586,7 mil, enquanto as de equidade de gênero ganharam US$ 133 mil e as que apoiam causas LGBTQ+ receberam US$ 46 mil. Para a saúde pública ficou a quantia de US$ 128,3 mil e organizações que apoiam a mobilidade econômica (a possibilidade de uma pessoa mudar de classe social) ganharam US$ 399,5 mil.

"Nesta lista, 91% das organizações de equidade racial são dirigidas por líderes negros, 100% das organizações de equidade LGBTQ+ são dirigidas por líderes LGBTQ+ e 83% das organizações de equidade de gênero são dirigidas por mulheres", diz a ativista.

Ela completa dizendo que cada uma das organizações que recebeu doação está enfrentando desafios complexos ao mesmo tempo que precisa lidar com as consequências da pandemia do covid-19. "E cada uma delas se beneficiaria com mais aliados que buscam compartilhar riquezas de todos os tipos e tamanhos, incluindo dinheiro, tempo de voluntariado, suprimentos, advocacia, publicidade, redes e relacionamentos, colaboração, incentivo e confiança."

Divórcio bilionário

Scott e Jeff Bezos oficializaram o divórcio em abril de 2019, com a ex-mulher ficando com cerca de US$ 35,75 bilhões (R$ 183 bilhões). O divórcio chamou atenção na época por se tratar de um dos homens mais ricos e dono de uma das maiores de empresas de tecnologia, a Amazon. Segundo o Bloomberg Billionaires Index, Bezos atualmente possui um patrimônio líquido de mais de US$ 180 bilhões.

Na época da separação, a fortuna angariada por MacKenzie a colocou como a 25ª pessoa com mais dinheiro do mundo —sendo a quarta mulher da lista. Além disso, ela ficou com 25% dos papéis da Amazon que eram detidos pelo casal.

Atualmente, sua fortuna já é estimada em mais de US$ 60 bilhões e ela ocupa o 13º lugar de pessoa mais rica do mundo.

Logo após o divórcio, em maio de 2019, Scott assinou o The Giving Pledge, campanha lançada em 2010 pelo fundador da Microsoft Bill Gates, sua esposa Melinda, e pelo investidor bilionário Warren Buffett para incentivar pessoas com grandes fortunas a doarem quantias de dinheiro ao longo de suas vidas.