PUBLICIDADE
Topo

Ataque hacker no Twitter atinge contas de Gates, Musk e Obama

"Vou dobrar qualquer pagamento em bitcoin enviado para o meu endereço bitcoin", dizia post falso de Bill Gates - Indraneel Chowdhury / NurPhoto via Getty Imagens
"Vou dobrar qualquer pagamento em bitcoin enviado para o meu endereço bitcoin", dizia post falso de Bill Gates Imagem: Indraneel Chowdhury / NurPhoto via Getty Imagens

Da Ansa (Nova York)

16/07/2020 09h08

Um ataque hacker na noite da quarta-feira (15) atingiu as contas verificadas do Twitter, entre elas, as de Bill Gates, Elon Musk, Jeff Bezos, Barack Obama, Apple e Joe Biden. Os criminosos postaram em algumas delas, como nos casos de Gates e Musk, pedindo pagamentos em bitcoin como forma de doação por conta da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

"Estou me sentindo generoso por causa da Covid-19. Vou dobrar qualquer pagamento em bitcoin enviado para o meu endereço bitcoin na próxima hora. Boa sorte e fiquem seguros aí", dizia uma das postagens na conta do CEO da Tesla e da Space X - que foi apagada pouco depois.

Na conta do fundador da Microsoft, que tem mais de 51 milhões de seguidores, a mensagem era: "estou dobrando todos os pagamentos enviados ao meu endereço BTC nos próximos 30 minutos. Você me envia US$ 1.000, eu te envio US$ 2.000". Segundo diversos sites de notícias internacionais, os valores roubados em bitcoins chegam a US$ 110 mil (cerca de R$ 590,7 mil).

Assim que começou o hackeamento, o Twitter postou que estava verificando um "incidente de segurança" que impactou várias contas nas redes sociais. Por conta disso, a rede social bloqueou as postagens de todas as contas verificadas, mesmo aquelas que não tinham sinais de violação.

"Nós detectamos o que acreditamos ser um ataque coordenado de engenharia social por pessoas que tiveram como alvo com êxito alguns de nossos funcionários com acesso a sistemas e ferramentas internos", postou ainda explicando que só daria novamente acesso aos donos das contas quando fosse possível fazer isso "com segurança".

"Internamente, nós tomamos passos significativos para limitar o acesso aos sistemas internos e ferramentas enquanto nossa investigação está ocorrendo. Mais atualizações serão dadas conforme a investigação continua", escreveu ainda. Em pouco tempo, a maior parte das contas foi restaurada aos seus donos. O CEO do Twitter, Jack Dorsey, se manifestou sobre o ataque hacker no fim da noite desta quarta e agradeceu aos colaboradores que estão "trabalhando duro" para fazer a rede social voltar a funcionar normalmente.

"Dia difícil para nós no Twitter. Nós todos nos sentimos terríveis com o que aconteceu. Nós estamos diagnosticando e compartilharemos tudo que pudermos quando tivermos uma compreensão mais completa do que realmente aconteceu", postou Dorsey.