PUBLICIDADE
Topo

App


Facebook e WhatsApp: veja as primeiras pistas da integração dos dois apps

Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Mirthyani Bezerra

Colaboração para Tilt

07/07/2020 16h25

Que Mark Zuckerberg quer fundir os serviços de mensagens do Facebook, WhatsApp e Instagram, não é segredo para ninguém. Ele mesmo manifestou esse "desejo" no ano passado, afirmando que a integração tornaria as conversas mais seguras. O site gringo WABetaInfo, que adianta novidades do mensageiro, descobriu algumas pistas de que essa integração está em andamento.

Mas ainda há muitas interrogações sobre o tema. Será que se eu bloquear uma pessoa no WhatsApp ela vai ser automaticamente bloqueada nas outras duas plataformas? E se eu só quiser bloqueá-la no Facebook, mas tê-la no WhatsApp, vai ser possível? E os meus dados estarão seguros?

Apesar de não ser realmente uma integração, o Instagram já está trabalhando em uma opção para recomendar o download do Facebook Messenger. Quem descobriu foi o desenvolvedor independente Alessandro Paluzzi, algo que foi notado pelo WABetaInfo.

Isso levanta a possibilidade de que dois usuários com aplicativos diferentes da ?família? Facebook —neste caso entre WhatsApp e Facebook Messenger —possam se comunicar.

Além disso, o Facebook parece estar criando tabelas em um banco de dados local para gerenciar mensagens e serviços com outros usuários do WhatsApp.

Com isso, o aplicativo do Facebook consegue entender se um contato do WhatsApp está bloqueado, os sons de notificações push, os detalhes de um bate-papo, incluindo informações como o número de telefone e se o bate-papo estiver arquivado. "Mas não [consegue entender] o conteúdo, os membros de um grupo específico e as fotos do perfil do contato", especula o texto.

WABetaInfo descobre banco de dados local para gerenciar mensagens e serviços com outros usuários do WhatsApp - Reprodução/WABetaInfo - Reprodução/WABetaInfo
Imagem: Reprodução/WABetaInfo

Lembre-se que essas informações são todas extra-oficiais —o WhatsApp não confirma nada disso. E o próprio WABetaInfo levanta a chance de serem só testes e nunca irem para a frente.

Recentemente vimos que o WhatsApp passou a contar com um atalho para o recurso de videoconferência do Facebook Messenger, que cabe até 50 pessoas —o do próprio WhatsApp só suporta até oito. Essa integração no ecossistema do Facebook, pelo visto, tende a crescer.