PUBLICIDADE
Topo

Quer ser astronauta pelo PC? Simulador da SpaceX mostra como é a sensação

Simulador online da SpaceX mostra como é a sensação de controlar nave espacial - Reprodução
Simulador online da SpaceX mostra como é a sensação de controlar nave espacial Imagem: Reprodução

Felipe Oliveira

Colaboração para Tilt

13/05/2020 15h26

Quem nunca sonhou em ir ao espaço e comandar uma nave espacial? Pois é exatamente isso que um simulador da SpaceX, empresa de Elon Musk, permite. Por meio de uma simulação online —no site iss-sim.spacex.com— é possível pousar a sonda Crew Dragon, veículo desenvolvido para levar astronautas à ISS (Estação Espacial Internacional).

O desafio é mais difícil do que parece. Enquanto os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley, que partirão a bordo da Crew Dragon no dia 27 de maio, não precisarão pousar a sonda manualmente —já que o veículo foi projeto para estacionar automaticamente na ISS— a simulação mostra a dificuldade de comandar a espaçonave.

A simulação começa com a Crew Dragon a cerca de 300 metros da ISS. O desafio é acertar o eixo de rotação e a posição de encaixe da espaçonave, além de controlar a velocidade.

De início, a simulação parece ser algo simples: bastaria fazer a sonda passar por meio de alguns hexágonos e "mirar" em um quadrado verde marcado na ISS.

Mas, o procedimento está longe de ser simples. De acordo com a SpaceX, os movimentos são precisos. O controlador da direita serve para corrigir o eixo de rotação, enquanto os comandos da esquerda definem a posição da aeronave; se ela vai subir, descer, para qual lado vai, além da velocidade.

Nas instruções, um alerta ao comandante: "não faça movimentos grandes perto da ISS". Além disso, o piloto deve desacelerar quando estiver a menos de cinco metros da estação. "Vá rápido demais e você corre o risco de entrar na ISS", diz.

Simulador online da SpaceX mostra como é a sensação de controlar nave espacial - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Simulação

Com todas as orientações em mente, vamos ao teste. Na primeira simulação, eu teria perdido o projeto de US$ 2,4 bilhões da Nasa, em parceria com a SpaceX, no espaço sideral.

Como os comandos são sensíveis, é fácil virar demais o eixo de rotação da aeronave e ficar perdido. Como me afastei demais da ISS, o simulador envia uma mensagem de falha e pede para recomeçar.

Na segunda tentativa foi mais fácil compreender como os comandos funcionam. A orientação do simulador é para manter todos os dados abaixo de 0,2. Mas se apenas um dos dados estiver errado, a aeronave já não pousa corretamente.

Mais uma vez falhei, dessa vez por conta da rotação. Resumindo, como me choquei ao chegar na estação espacial, não só teria perdido a Crew Dragon como provavelmente teria causado um grande estrago na ISS.

Por fim, na terceira tentativa tudo acabou dando certo. Compreendendo bem o funcionamento do sistema a coisa fica ligeiramente mais simples. A dificuldade maior é quando a sonda fica a menos de cinco metros de distância da ISS.

Nesse momento, é necessário diminuir a velocidade para 0,2 m/s, além de ser preciso mexer bastante nos comandos de direção da Crew Dragon. Apesar das dificuldades, obtive sucesso!

Após conseguir realizar a missão, você recebe um link do YouTube que leva a um vídeo do treinamento de pouso realizado pelos astronautas. Apesar de o veículo ser projetado para o pouso automático, os astronautas devem estar preparados para assumirem os controles caso algo saia fora do esperado.

Veja a reação dos usuários do Twitter: