PUBLICIDADE
Topo

Não estava preparado? Veja como proteger sua empresa para o trabalho remoto

Reprodução
Imagem: Reprodução

Hiago Kin*

Especial para Tilt

07/04/2020 04h00

Ter uma empresa segura no mundo digital é cada dia mais desafiador, sobretudo para os pequenos e médios negócios, que dispõem de estruturas e tecnologias limitadas, ou até para times avançados, que oferecem maior autonomia de uso tecnológico a seus colaboradores.

Em tempos de quarentena por conta da pandemia de coronavírus, separei as principais dicas em segurança digital para empresários e líderes de equipes de trabalho que precisam se organizar no home office e manterem-se seguros.

Enfatizo a importância da comunicação aberta e constante com os colaboradores a respeito do bom uso dos equipamentos cedidos pela empresa, além do comportamento de trabalho esperado deste profissional ainda que em casa, sempre levando em conta o tom de aconselhamento, e não impositivo, uma vez que os colaboradores terão de configurar e adequar seus ambientes pessoais a níveis profissionais segundo critérios da empresa para que seja possível desempenhar as tarefas de trabalho.

Confira o vídeo:

Entre as dicas do vídeo a serem repassadas aos colaboradores, destaco a importância de:

  1. Alterar a senha do roteador e da conexão de internet, ainda que já tenham sido alteradas anteriormente.
  2. Não acessar redes desconhecidas e/ou públicas, que não seja a da própria casa do colaborador.
  3. Alinhar as formas de uso e compartilhamento de arquivos de forma com que todos estejam de acordo e cientes quanto uso do servidor e/ou da nuvem, para que se evite o envio e recebimento de arquivos, documentos e pastas por email ou outros meios de forma inesperada, diminuindo o risco de receber arquivos maliciosos caso alguma máquina seja infectada.
  4. Acompanhar os logs e os dados de alteração e deleção de arquivos no servidor ou em nuvem, de modo que se possa entender e detectar possíveis enganos ou comportamento indevido com os arquivos e dados da empresa.
  5. Durante videoconferências, isolar o ambiente de trabalho quanto a sons, barulhos e ruídos, além de restringir o trânsito de parentes, avisando-os com antecedência, e cuidando também do plano de fundo do vídeo, além das telas a serem compartilhadas, tendo maior controle da exposição das informações e evitando vazamentos de dados.

Tão importante como verificar todos os pontos apresentados, é ter uma comunicação constante quanto à segurança digital durante o trabalho, portanto: adote como parte da cultura de seu negócio este diálogo sobre o comportamento de uso de tecnologias e informações sigilosas - assim seu negócio estará cada dia mais seguro contra crackers e falhas de segurança.

* Hiago Kin é hacker profiler, especialista em análises de perfis alvos de ataques e pesquisador de modelos de Engenharia Social. Ele trabalha ajudando pessoas e empresas a se protegerem e assimilarem as tecnologias de segurança digital

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS