PUBLICIDADE
Topo

Elon Musk minimiza pandemia do coronavírus: "Acidentes de carro matam mais"

6.fev.2018 - Elon Musk no Cabo Canaveral, na Flórida  - REUTERS/Joe Skipper
6.fev.2018 - Elon Musk no Cabo Canaveral, na Flórida Imagem: REUTERS/Joe Skipper

De Tilt, em São Paulo

16/03/2020 11h56Atualizada em 17/03/2020 16h02

O executivo-chefe da SpaceX e da Tesla, Elon Musk, afirmou aos seus empregados que o coronavírus tem pouco risco de morte e que é mais fácil perder a vida em um acidente de carro, minimizando assim os riscos da pandemia.

Segundo balanço desta segunda-feira (16) da OMS (Organização Mundial de Saúde), são quase 165 mil casos de coronavírus no mundo e 6.470 mortes. Nos Estados Unidos, sede das duas empresas das quais Musk é CEO, já são 1.678 infectados e 41 mortos.

A mensagem foi passada por emails aos empregados, na manhã de sexta-feira, de acordo com o Buzzfeed, em um tom semelhante ao que ele usou publicamente, no Twitter - ele chegou a dizer que o "pânico do coronavírus é estúpido".

Na nota, ele afirma que as evidências que viu sobre o surto que causa a covid-19 "sugerem que ela não está entre os 100 maiores riscos de saúde dos Estados Unidos", ignorando assim as recomendações de precauções com o surto, que podem sobrecarregar os sistemas de saúde dos países mais afetados.

"Como base de comparação, o risco de morrer da covid-19 é muito menor do que o de morrer dirigindo seu carro na volta pra casa", disse ele, que é o responsável também pela Tesla. "Há 36 mil mortes em automotivos por ano, em comparação a 36 até agora [sexta-feira] da covid-19", argumentou.

Musk não disse qual seria a fonte dos números que usou para fazer a comparação. Além disso, ele comparou um índice anual com números da doença que foi registrada no início deste ano.