PUBLICIDADE
Topo

Z Flip: novo celular dobrável da Samsung lembra Razr e custará R$ 8.999

Samsung apresenta o Galaxy Z Flip - Reprodução/Samsung
Samsung apresenta o Galaxy Z Flip Imagem: Reprodução/Samsung

Gabriel Francisco Ribeiro

De Tilt, em San Francisco (EUA)*

11/02/2020 16h15

O segundo celular com tela dobrável da Samsung foi lançado pela empresa nesta terça-feira (11), em evento realizado em San Francisco, nos Estados Unidos. O novo aparelho tem o nome de Galaxy Z Flip e é bem diferente do Galaxy Fold, lembrando muito o Razr, da rival Motorola.

A novidade da marca chega com um preço mais barato do que o Fold no ano passado— até porque tem menos telas, é menor e também não possui tantas câmeras. O preço do Z Flip será de US$ 1.380. Para efeito de comparação, o Fold chegou custando US$ 1.980. No Brasil, o celular custará R$ 8.999 e vai chegar disponível nas cores violeta e preta.

O celular será disponibilizado nas cores roxa, preta e dourada, estando disponível, segundo a Samsung, a partir do dia 14 de fevereiro nos Estados Unidos. No Brasil, ele estará disponível a partir de 11 de março.

Desta vez, a empresa acredita que a tecnologia dobrável já está mais estável. O que é ótimo. Afinal, a empresa não quer passar pela situação de adiamento das vendas por causa de problemas no display com essa tecnologia, como ocorreu com o Fold.

Vale dizer que o Z Flip não é considerado um sucessor do Galaxy Fold, mas uma outra linha separada. Rumores apontam que o Galaxy Fold 2 deve ser anunciado pela Samsung até o meio do ano.

Estilo Flip saudosista

Como o nome diz, o Galaxy Z Flip remonta aos tempos saudosistas dos celulares flips que fizeram sucesso no início dos anos 2000, antes dos smartphones de verdade surgirem.

Assim como o Moto Razr, o novo aparelho da Samsung se dobra verticalmente e não horizontalmente, como é o caso do Fold. Quando fechado, o celular fica do tamanho diminuto de um quadrado e é mais portátil do que os aparelhos da atualidade.

A ideia aqui é ser exatamente como o celular do início dos anos 2000: ser pequeno dobrado e maior quando aberto, com a diferença de que agora existe só tela internamente e não mais aquele teclado físico.

Um diferencial do Z Flip é que ele será capaz, inclusive, de ser travado em posições que variam de 70 a 110 graus— o meio-termo entre aberto e fechado. Nessas posições, a parte de baixo do celular pode ser usada como um apoio, enquanto a outra metade da tela é utilizada— útil principalmente para ligações de vídeo ou transmissões ao vivo sem apoio.

O celular tem um corpo elegante de vidro que supera até o Razr, aparentando ainda ser superior ao concorrente em termos de bordas e design. Fechado, o Z Flip é um pouco grosso, mas tem uma espessura menor nos padrões normais de celulares atuais quando aberto.

Telona interna

Quando fechado, o celular tem apenas uma bem diminuta tela exterior de pouco mais de 1 polegada. Essa tela servirá para funções restritas como mostrar hora, nível de bateria e afins.

Já aberto o celular terá uma tela de 6,7 polegadas com a qualidade Amoled, no mesmo padrão de outros celulares atuais da marca. O display, contudo, é menor do que o Galaxy Fold, até porque o primeiro dobrável da Samsung tem um formato mais quadrado de tablet.

A tela interna conta ainda com um furo na tela centralizado para a câmera frontal, padrão que a Samsung tem adotado desde o Note 10.

Processador antigo

Um ponto que pode decepcionar no Z Flip é que ele vem com o processador Snapdragon 855+, o melhor lançado pela Qualcomm no ano passado. A presença de um processador do ano anterior, inclusive, pode ter ajudado no preço mais camarada do dispositivo, enquanto mantém ele com um ótimo desempenho.

Ainda assim, ele é melhor do que o rival Razr, que traz um processador intermediário da Qualcomm do ano passado.

O novo celular da Samsung terá uma memória de 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento - ao contrário do que ocorre normalmente nos Androids, não haverá espaço interno para microSD, devido à construção do celular com tela flexível.

O formato do celular também impede a presença de uma superbateria. Por isso, o Z Flip contará com uma bateria de 3.300 mAh - para comparar, os novos S20 têm baterias que variam de 4.000 a 5.000 mAh.

Câmera dupla

A princípio, especulou-se que o Z Flip viria com câmera de 108 MP presente no Galaxy S20 Ultra. No entanto, o novo dobrável da Samsung chegará ao mercado com uma lente dupla de 12 MP, sendo uma principal e outra grande angular - sem teleobjetiva, portanto.

Já a câmera interna tem 10 MP e é a mesma vista nos novos Galaxy S20 e S20+.

*O repórter viajou a convite da Samsung

Smartphone