PUBLICIDADE
Topo

EUA avaliam arma que só dispara quando tem certeza de que vai acertar alvo

Smart Shooter: arma dispara só quando tem certeza de que vai acertar o alvo - Reprodução
Smart Shooter: arma dispara só quando tem certeza de que vai acertar o alvo Imagem: Reprodução

Felipe Oliveira

Colaboração para Tilt, em São Paulo

03/02/2020 15h41

O exército dos Estados Unidos está avaliando incluir ao programa Armas de Esquadrão da Próxima Geração (NGSW, na sigla em inglês) um sistema inteligente que permitirá aos soldados atirarem apenas quando o disparo for certeiro.

A tecnologia foi mostrada pela empresa israelense Smart Shooter, em parceria com a alemã Sig Sauer, no SHOT Show 2020, em Las Vegas, segundo informações do site military.com.

De acordo com a publicação, o sistema SMASH projeta a rota da bala, calculando os movimentos que ela fará devido à ação da gravidade e o vento no local do disparo. Projetado para melhorar a precisão dos atiradores para atingir tanto alvos fixos quanto alvos móveis, o SMASH ainda possui tecnologia de visão noturna e detecção de possíveis alvos.

Ao military.com, Devin Schweiss, da Smart Shooter, afirmou que o soldado acionará um botão acoplado ao rifle para ativar o software. Com o sistema ativado, o gatilho pode até ser pressionado durante o movimento de mira, mas a arma só irá disparar quando o tiro estiver alinhado.

A arma tem inteligência para calcular a rota da bala e a direção que ela deve seguir para atingir o alvo - Reprodução
A arma tem inteligência para calcular a rota da bala e a direção que ela deve seguir para atingir o alvo
Imagem: Reprodução

"Enquanto pressiono o botão, estou selecionado alvos através do processamento de imagens. Depois que o solto, ele bloqueia o alvo e me dá uma mira. Então, basta pressionar o gatilho, alinhar minha mira à posição em que o sistema me diz, e o sistema disparará sempre que for certeiro", explicou Schweiss ao military.com.

Assim, mesmo que o alvo se mova durante o processo, o software seguirá fazendo os cálculos até que o disparo seja garantido. A publicação ressalta que a qualquer momento o SMASH pode ser desativado para o caso de serem necessários tiros mais rápidos.

No verão passado, o exército americano convidou empresas para projetarem protótipos de um sistema avançado de armas de fogo e está testando os resultados para o programa de armas da próxima geração. A ideia é substituir a carabina M4A1 e a metralhadora M249, armas amplamente utilizadas pelas forças armadas dos Estados Unidos.

Se aprovado, ele será implantado em campo até 2023.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Inovação