PUBLICIDADE
Topo

Facebook anuncia medidas para proteger privacidade dos usuários

Johanna Geron/Reuters
Imagem: Johanna Geron/Reuters

De Tilt, em São Paulo

28/01/2020 11h43

O Facebook, por meio de seu CEO, Mark Zuckerberg, anunciou uma série de medidas para dar mais autonomia na questão de privacidade aos seus usuários.

Em comunicado, a empresa admitiu que um dos "principais objetivos para a próxima década é criar proteções de privacidade muito mais fortes". Para isso, citou três medidas que serão implantadas nos próximos meses.

A primeira é simples e consiste no "aviso" aos usuários sobre a possibilidade de atualizar as configurações de privacidade. "Nas próximas semanas, mostraremos a quase 2 bilhões de pessoas em todo o mundo um prompt que será exibido no feed de notícias. Ele direcionará o usuário para a ferramenta Verificação de privacidade, que foi atualizada recentemente", disse Zuckerberg.

Esta iniciativa, segundo a companhia "facilita ainda mais o ajuste de quem pode ver suas postagens e informações de perfil, fortalecer a segurança da conta e revisar as informações que você compartilha com os aplicativos nos quais você fez login no Facebook".

A segunda ação, apesar de não ser direta no Facebook, vai impactar nos anúncios exibidos ao usuário na rede social. Isso porque, em breve, será possível apagar os dados enviados por outras empresas à empresa de Zuckerberg.

Por fim, o Facebook já disponibiliza para alguns usuários a ferramenta de "notificações de login", que alertam quando você usa o login da rede social em outros aplicativos. Os avisos servem para deixar o internauta "ciente de como sua conta está sendo usada".

Facebook