PUBLICIDADE
Topo

#ILookLikeAScientist: hashtag na web prova não existir "cara de cientista"

De Tilt, em São Paulo

08/01/2020 13h08

Diversos cientistas estão usando a hashtag #ILookLikeAScientist no Twitter para romper com os estereótipos criados para os profissionais da área - que nem sempre precisam estar com jalecos brancos e óculos de proteção.

Nas publicações, os usuários estão postando fotos do dia a dia para mostrar que, assim como qualquer outra pessoa, também têm uma vida social e não é preciso coloca-los em uma caixinha sobre como devem se portar e, sobretudo, aparentar.

"Eu estudo a natureza de jatos que saem de buracos negros supermassivos no centro de galáxias":

"Pesquiso reservatórios geológicos pra armazenar CO2 e ajudar a controlar o colapso climático":

"Eu crio e estudo cristais com algumas propriedades bizarras, quando eu não tô viajando por aí":

"Pesquiso materiais ferroelétricos e antiferro para desenvolvimento de dispositivos eletrônicos":

"Faço pesquisa na área de biofísica, aplicada ao estudo de interações de drogas com membranas modelo":

"Trabalho com aglomerados de galáxias e sou eternamente apaixonado por Salvador e por desenhos animados":

"Desenvolvo plástico biodegradável usando cascas de laranja que iriam pro lixo e eu gosto de skincare":

"Estudo padrões de evolução e especiação em peixes ciclídeos":

"Desenvolvo metodologias de ensino da matemática. Gosto de meias coloridas e dançar com os meus amigos":

Curiosidades de ciências