PUBLICIDADE
Topo

Dupla leva meme a sério e testa se Mac Pro funciona como ralador de queijo

Mac Pro só parece ralador de queijo, mas não serve, de fato, para ralar queijo. - Reprodução/iFixit
Mac Pro só parece ralador de queijo, mas não serve, de fato, para ralar queijo. Imagem: Reprodução/iFixit

Helton Simões Gomes

De Tilt, em São Paulo

14/12/2019 16h24

A Apple começou a vender o novo Mac Pro nas lojas dos Estados Unidos nesta terça-feira (12). Além do preço, que no Brasil vai de R$ 55.999 a estonteantes R$ 428.799, o que chamou a atenção de internautas foi o design do computador. A similaridade com raladores de queijo e legumes foi um prato cheio para piadas, que tomaram a web.

Alguns engraçadinhos, no entanto, não se contentaram em apenas criar ou compartilhar memes. Foram além: testaram se o novo Mac Pro pode ser usado, na prática, como ralador.

O teste foi conduzido pelo pessoal do iFixit, uma empresa de reparos que mantém um site com dicas de conserto. No vídeo publicado nesta sexta-feira (13), a dupla de apresentadoras mostrou o que havia dentro do computador caríssimo, mas também desejava testar se os memos poderiam ser aplicados. Para esta última tarefa, usaram queijo cheddar.

Para fazer uma comparação justa do desempenho do Mac Pro, usaram primeiro um ralador convencional de metal. Tudo perfeito. Os pedacinhos de queijo caíam com leveza sobre um prato.

Na hora de provar se o novo computador da Apple podia ter uma função na cozinha, veio a decepção. O cheddar até era ralado, mas ficava completamente preso na grelha do gabinete. A experiência provou que o Mac Pro não só seria imprestável como utensílio doméstico, mas também que tentar usá-lo como ralar provocaria uma sujeira danada.

Toda a zoação da web é voltada ao gabinete do Mac Pro. Ele possui perfurações destinadas a escoar o calor e ajudar a refrigerar a máquinas.

Novo Mac Pro é voltado ao uso profissional - Getty Images
Novo Mac Pro é voltado ao uso profissional
Imagem: Getty Images

Antes do Mac Pro, outro aparelho da Apple já havia caído nas graças dos piadistas da internet. Ao ser anunciado, o iPhone 11 foi comparado a um cooktop, porque as três câmeras traseiras parecem as bocas de um fogão portátil.

No caso do Mac Pro, outro detalhe que salta aos olhos é o preço. A Apple informa que ainda não há data para o aparelho chegar ao Brasil, mas já é possível ver detalhes de preço no site da empresa. A versão básica sai por R$ 55.999. Ela possui 32 GB de RAM, SSD de 256 GB e placa de vídeo Radeon Pro 580X.

Já a versão mais robusta não sai por menos de R$ 428.799. Ela tem processador Intel Xeon W de 28 núcleos, 1,5 TB de RAM, duas placas de vídeo Radeon Pro Vega II Duo, SSD de 4 TB, placa aceleradora Apple Afterburner e gabinete com rodinhas para facilitar o transporte.

Para justificar o preço cobrado, a Apple informa que o novo Mac Pro não é um computador desenvolvido para o usuário comum. O foco é o uso profissional, como design gráfico, edição de vídeo ou engenharia de software.

"Ele foi criado para permitir muitos tipos de usos e oferecer possibilidades quase ilimitadas de personalização", afirmou John Ive, chefe de design da Apple ao apresentar o novo Mac Pro.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Apple