PUBLICIDADE
Topo

Como sobras de café do McDonald's virarão peças para carros da Ford

Sobras de alimentos do McDonald"s serão usadas para peças de carros da Ford - Reprodução
Sobras de alimentos do McDonald's serão usadas para peças de carros da Ford Imagem: Reprodução

Fabrício Calado

Colaboração para Tilt

05/12/2019 17h35

O McDonald's vai reaproveitar a palha dos cafés servidos em suas lojas em partes de veículos da Ford, como os compartimentos onde ficam os faróis. Em um anúncio conjunto, a montadora disse que a pele seca que sai dos grãos de café pode ser convertida em materiais duráveis para reforçar certas partes de automóveis. É a primeira vez que a empresa usa este material para fabricar partes automotivas.

"As propriedades da palha aquecida são significativamente melhores que o material usado hoje", afirma a montadora.

Segundo a Ford, o composto de palha atende as especificações técnicas de partes como o compartimento do farol e outros componentes. O processo envolve esquentar a palha, misturá-la com plástico e outros aditivos e transformá-la em um material maleável.

Por enquanto, a expectativa é que apenas as lojas do McDonald's nos EUA participem do projeto.

As duas empresas dizem que o objetivo é expandir suas iniciativas voltadas à sustentabilidade, e que planejam ampliar as possibilidades de fazer um uso criativo de resíduos como recursos.

O vídeo a seguir, em inglês, dá mais detalhes de como funcionará a parceria:

Pesquisa canadense

A ideia de reutilizar palha de café surgiu de um estudo da Universidade de Guelph (Ontario), no Canadá, que identificou os resíduos de grãos como as melhores alternativas orgânicas aos polímeros usados no plástico.

Até então, toneladas de palha de café tinham de ser jogadas no lixo ou incineradas, o que também gerava gastos para as empresas cafeicultoras.

Atul Bali, executivo-chefe da empresa que desenvolveu a tecnologia, disse ao site Automotive News Canada que, para fabricar uma peça automotiva, são necessárias 392 mil cascas secas de café.

O McDonald's, por sua vez, joga fora cerca de meia tonelada de resíduos de café por semana.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Inovação