PUBLICIDADE
Topo

Black Friday 2019: veja detalhes dos celulares que custam até R$ 1.500

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Wellington Arruda

Colaboração para Tilt

26/11/2019 04h00Atualizada em 28/11/2019 18h37

Com a evolução do mercado de smartphones, muitos brasileiros deixaram de lado aqueles celulares mais básicos e passaram a gastar um pouco mais nas linhas intermediárias, com bom custo-benefício. Na faixa de preço dos R$ 1.500, eles trazem uma ficha técnica que atende à maioria das necessidades com preços bem abaixo dos celulares premium. Hoje já encontramos aparelhos com até três câmeras, inteligência artificial e outros recursos modernos.

Como a procura por smartphones cresce bastante no período da Black Friday, que ocorre nesta sexta-feira (29), Tilt monitorou ao longo de novembro os preços de diversos celulares, incluindo os cinco intermediários citados abaixo, de marcas com qualidade reconhecida no mercado: Samsung, Motorola, Huawei e Xiaomi.

Também fazemos duas "menções honrosas" sobre celulares que não monitoramos os preços, mas que demonstram bons preços em relação ao seu valor de lançamento.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Moto One Vision

O One Vision se tornou um aparelho muito comentado por uma série de fatores. O mais destacado está na sua tela, com formato de cinema (21:9) e câmera colocada em um "entalhe circular" no cantinho direito superior.

Assim, o seu design fica bem distante do primeiro Motorola One e de críticas sobre ser parecido com um iPhone. Este é um dos celulares mais bonitos que a fabricante já lançou, de fato.

Tanto no desempenho com aplicativos e jogos, quanto na autonomia de bateria, ele não decepciona —mas também não impressiona. No geral, você encontra um uso bastante confortável nestes dois quesitos.

Agora, nas câmeras, temos uma boa novidade: a traseira pode fazer fotos muito boas no escuro. Ela tem o modo Night Vision, que capta mais luz em ambientes e torna os cliques mais nítidos.

O aparelho foi lançado por R$ 1.999, mas hoje pode ser encontrado por R$ 1.309. Nos últimos dias, porém, vimos seu preço chegar ao patamar de R$ 1.274,15.

  • Tela: 6,3 polegadas (2520 x 1080 pixels)
  • Sistema operacional: Android 9.0
  • Processador: Exynos 9609 (2,2 GHz)
  • Memória: 128 GB de armazenamento; e 4 GB de RAM
  • Câmeras: traseira de 48 MP + 5 MP; e frontal de 25 MP
  • Bateria: 3.500 mAh

Divulgação
Imagem: Divulgação

Pocophone F1

No ano passado, a Xiaomi lançou uma empresa subsidiária que foi responsável pelo lançamento do Pocophone F1. A estratégia foi "simples": adicionar especificações fortes, porém cortando custos na estrutura, design, sensores extras, tela e outras áreas. Assim, nasceu um celular com bom custo-benefício e forte o suficiente para uma grande parte do público.

Ele traz corpo em plástico e tela LCD, mas não se engane por isso. O Pocophone F1 vem com processador de top de linha e roda jogos e aplicativos pesados com muita fluidez. Sua bateria tem força suficiente para aguentar um dia intenso de uso.

Um ponto de corte foi as câmeras. Ele traz dois sensores, mas os cliques ficam equiparáveis a de celulares intermediários. Assim, fica claro que o forte do Pocophone F1 está no desempenho.

No Brasil, o preço sugerido de lançamento dele foi de R$ 2.999. Hoje, seu preço está na casa dos R$ 1.559. Nos últimos dias, porém, o preço do smartphone chegou na casa dos R$ 1.497,60.

  • Tela: 6,18 polegadas (2246 x 1080 pixels)
  • Sistema operacional: Android 9.0
  • Processador: Snapdragon 845 (2,8 GHz)
  • Memória: 64 GB de armazenamento; e 6 GB de RAM
  • Câmeras: traseira de 12 MP + 5 MP; e frontal de 20 MP
  • Bateria: 4.000 mAh

Divulgação
Imagem: Divulgação

Moto G8 Plus

Neste ano, a Motorola lançou duas gerações da família Moto G. Com o G8, em específico o G8 Plus, a fabricante decidiu elevar um pouco os destaques do aparelho.

O novo G8 Plus tem especificações não muito acima do anterior G7 Plus, embora seja mais estável. Assim, mesmo em jogos mais pesados, o desempenho tende a ser mais seguro.

Já o design do aparelho é bem parecido com a linha G7, lançada no começo do ano. As diferenças visuais mais notáveis entre ambos são o formato da câmera —antes dupla no G7, agora tripla no G8— e o nome da Motorola, que não aparece mais na borda da tela no G8.

Com essa ideia de expandir os recursos da linha Moto G, a Motorola trouxe um sensor parecido com o do One Vision no G8 Plus. A diferença é que, neste ponto, ele carrega três sensores —no One são dois. Assim, ele pode fazer fotos em locais escuros com mais nitidez e detalhes, além de filmar com a câmera extra de ângulo aberto e capturar mais área de uma cena.

O valor mais baixo que registramos nos últimos dias foi R$ 1.359,20. Hoje, o preço do G8 Plus está em R$ 1.461,14, um pouco menos dos R$ 1.699 cobrados no seu lançamento.

  • Tela: 6,3 polegadas (2280 x 1080 pixels)
  • Sistema operacional: Android 9.0
  • Processador: Snapdragon 665 (2,2 GHz)
  • Memória: 64 GB de armazenamento; e 4 GB de RAM
  • Câmeras: traseira de 48 + 16 MP + 5 MP; e frontal de 25 MP
  • Bateria: 4.000 mAh

Divulgação
Imagem: Divulgação

Huawei P30 Lite

Quando a Huawei voltou a distribuir smartphones no Brasil, ela trouxe, além do P30 Pro, o P30 Lite. E a versão "mais light" traz uma série de características bacanas.

Mesmo com corpo em plástico, o dispositivo tem boa construção e recursos como slot para cartão microSD e entrada para fones de ouvido (3,5 mm). Sua tela segue o padrão do entalhe em forma de "gota" para a câmera frontal e traz boa qualidade de reprodução.

As câmeras do P30 Lite também estão em um nível próximo do Moto G8, mas abaixo do Galaxy A70, por exemplo. No modo de fotos noturnas o One Vision se sai melhor que o da Huawei. Como adicional, o P30 Lite tem um sensor de ângulo aberto.

De qualquer forma, além de um belo design, o P30 Lite tem autonomia de bateria muito boa. Ele entrega o suficiente para um dia (ou até um pouco mais) de uso, sem deixar seus apps mais utilizados de fora.

Seu preço de lançamento foi salgado: R$ 2.499. Mas, hoje, ele pode ser encontrado por R$ 1.242,99. O valor mais baixo que encontramos, nos últimos dias, foi de R$ 1.154,24.

  • Tela: 6,15 polegadas (2312 x 1080 pixels)
  • Sistema operacional: Android 9.0
  • Processador: Kirin 710 (2,2 GHz)
  • Memória: 128 GB de armazenamento; e 4 GB de RAM
  • Câmeras: traseira de 24 + 8 MP + 2 MP; e frontal de 32 MP
  • Bateria: 3.340 mAh

Divulgação
Imagem: Divulgação

Galaxy A50

Nesta nova linha de smartphones, a Samsung aumentou ainda mais o espaço da tela em relação ao corpo frontal. No A50, claro, não seria diferente. A tela grande também é um belo adicional para quem adora assistir vídeos e filmes no celular.

Assim como na linha S10, o A50 traz um leitor biométrico ultrassônico na própria tela. Além disso, o celular traz autonomia de bateria suficiente para um dia e meio em uso.

Um outro destaque está nas câmeras. A principal é tripla, com recursos de foco dinâmico, lente de ângulo aberto e selfies com alta fidelidade de cores e de detalhes.

Para a grande maioria dos usuários, o desempenho do A50 não será um incômodo. Ele executa grande parte dos jogos e apps, mas se você reparar bem, em alguns momentos sentirá um pouco de lentidão para carregá-los, ou mesmo leves travamentos.

No seu lançamento, a Samsung estipulou o preço de R$ 1.999. Mas, atualmente, o preço do A50 fica na casa dos R$ 1.229. Para quem está de olho no aparelho, vale citar que nos últimos dias nós o encontramos por R$ 1.179.

  • Tela: 6,4 polegadas (2340 x 1080 pixels)
  • Sistema operacional: Android 9.0
  • Processador: Exynos 9610 (2,3 GHz)
  • Memória: 128 GB de armazenamento; e 4 GB de RAM
  • Câmeras: traseira de 25 MP + 8 MP + 5 MP; e frontal de 25 MP
  • Bateria: 4.000 mAh

Qual comprar?

Nossa recomendação fica dividida entre o Galaxy A50 e o P30 Lite. Ambos são ótimos celulares e estão praticamente com os mesmos preços, abaixo de R$ 1.200. O Pocophone tem um ótimo processador, mas seu preço está no limite da faixa de R$ 1.500. Já entre os Motorolas, o One Vision é o mais estiloso e tem boa câmera, mas o G8 Plus tem a vantagem de ter câmera tripla.

Outras boas ofertas

Nem todos os celulares desta faixa de preço foram monitorados pela reportagem ao longo de novembro. Mas durante a pesquisa, encontramos modelos que ficaram com bons preços em comparação aos seus respectivos preços de lançamento. Confira nossas "menções honrosas".

  • Galaxy A7: design elegante, câmera tripla, selfies com muitos detalhes e bateria duradoura. Lançado por R$ 2.199, o aparelho focado em câmera já custa R$ 1.198,99.
  • Zenfone 5Z: antes do Zenfone 6, o 5Z foi o último "top de linha" da Asus. Ele traz características de Inteligência Artificial e ótimo desempenho. Lançado por R$ 2.499, hoje você encontra ele por R$ 1.349,10.

* Preços pesquisados no Shopping UOL entre 4 e 25 de novembro de 2019; e estão aqui na modalidade à vista, com eventuais descontos em relação ao preço parcelado

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Smartphone