PUBLICIDADE
Topo

Black Friday 2019: veja detalhes dos celulares que custam até R$ 1.000

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Wellington Arruda

Colaboração para Tilt

25/11/2019 04h00Atualizada em 25/11/2019 20h20

A Black Friday é aquela oportunidade que os consumidores têm de comprar um novo produto com algum desconto. E, como tal, os smartphones sempre configuram como alguns dos produtos mais buscados na época. Mas, nós sabemos que essa busca nem sempre é das mais fáceis. Tem muito aparelho com "desconto" que tira seu foco para notar os celulares com descontos reais.

Pensando nisso, Tilt vem acompanhando os preços de uma série de smartphones desde o comecinho do mês. Dentro da faixa de preço, optamos por monitorar os preços de alguns modelos de 2019 e uns poucos do ano passado. Agora trazemos uma lista com as melhores opções na casa dos R$ 1.000 para você escolher.

Divulgação
Imagem: Divulgação

LG K8+

Um aparelho bacana, de entrada, para quem não quer gastar muito nesta Black Friday, é o LG K8+. Ele não é um celular focado em câmeras ou desempenho, mas sim no custo-benefício.

Por isso, suas especificações são mais tímidas, ainda que traga recursos importantes. Dois deles são: 1) botão para o Google Assistente; e 2) certificação militar, que traz um pouco mais de resistência ao corpo do smartphone.

Outro destaque é a presença do Android Go, uma versão mais enxuta do Android, ideal para smartphones básicos.

Vale destacar que ele tem o modo de desfoque de fundo tanto na câmera traseira quanto na frontal, entrada para cartão microSD e bateria confortável.

Nos últimos dias, vimos o preço do K8+ chegar a um pico de R$ 391,90, e mais recentemente foi reduzido para R$ 383,90.

Ficha técnica

  • Tela: 5.45 polegadas (854 x 480 pixels)
  • Sistema operacional: Android Go
  • Processador: MediaTek MT6739 (1,5 GHz)
  • Memória: 16 GB de armazenamento; e 1 GB de RAM
  • Câmeras: traseira de 8 MP; e frontal de 5 MP
  • Bateria: 3.000 mAh

Divulgação
Imagem: Divulgação

Galaxy M30

Antes de substituir a linha Galaxy J, a Samsung ainda teve tempo de lançar a linha Galaxy M, com foco em vendas online. O M30 mira um público mais jovem e que quer bons recursos, mas sem pagar muito caro. Ele traz câmera com recurso de foco dinâmico —que desfoca o fundo, deixando a foto mais elegante—, suporte para dois chips de operadora e cartão microSD, tela grande e com entalhe em forma de gota, além de três câmeras na traseira.

A câmera traseira é tripla. Além da lente principal, ele traz uma de ângulo aberto e outra para ajudar a fazer imagens com o fundo desfocado. Suas especificações também são boas o suficiente para rodar apps e jogos sem tantas limitações.

Um grande destaque vai para a bateria: em uso moderado, você certamente pode passar do primeiro dia de autonomia.

Neste período que estamos monitorando os preços da Black Friday, o M30 se manteve firme e forte na casa dos R$ 989,10.

Ficha técnica

  • Tela: 6,4 polegadas Full HD+ (2.340 x 1.080 pixels)
  • Sistema operacional: Android 8.1
  • Processador: Exynos 7904 (1,8 GHz)
  • Memória: 64 GB de armazenamento; e 4 GB de RAM
  • Câmeras: traseira de 13 MP + 5 + 5 MP; e frontal de 16 MP
  • Bateria: 5.000 mAh

Zenfone 5

O Zenfone 5 foi a entrada da Asus no mundo dos smartphones com "muita tela e pouca borda". O modelo é um intermediário e foi lançado em 2018, mas sua ficha técnica ainda é respeitável. Ele traz uma tela bem grande com entalhe, bateria com duração equilibrada e especificações robustas o suficiente para um uso confortável.

Mas seu foco está nas câmeras. São dois sensores na traseira e um deles já é de ângulo aberto, que capta mais espaço nos cenários. A câmera tem inteligência artificial para reconhecer 16 cenas diferentes e ajusta as configurações automaticamente.

Nos últimos dias, o Zenfone 5 (versão 64 GB) teve uma média de preço de R$ 999. Mais recentemente, o valor do produto subiu para R$ 1.055,12. Sabemos que é um pouquinho acima dos mil reais prometidos, mas pode ser uma boa estratégia ficar de olho na flutuação de preço deste modelo.

Ficha técnica

  • Tela: 6,2 polegadas Full HD+ (2.246 x 1.080 pixels)
  • Sistema operacional: Android 8.0
  • Processador: Snapdragon 636 (1,8 GHz)
  • Memória: 64 GB ou 128 GB de armazenamento; e 4 GB de RAM
  • Câmeras: traseira de 12 MP + 8 MP; e frontal de 8 MP
  • Bateria: 3.300 mAh

Divulgação
Imagem: Divulgação

Xiaomi Redmi 7

A chinesa Xiaomi, que tem se destacado como uma das principais fabricantes de smartphones do mundo nos últimos anos, está de volta ao Brasil (já são duas lojas por aqui). Para quem buscar um baratinho da marca, vale olhar o Redmi 7.

Certamente não é o mais robusto da empresa, mas oferece desempenho satisfatório. A Xiaomi ainda garante neste modelo a atualização para o Android 10, versão mais recente do sistema operacional do Google.

Na traseira, ele carrega um sensor principal e um adicional para capturar detalhes de profundidade de campo. Suas câmeras, de fato, não são as melhores do mercado, mas podem fazer bons cliques em boas condições de iluminação.

Um ponto positivo é que, na bateria, ele traz capacidade de sobra para um dia de uso; o negativo está no conector MicroUSB, que faz com que a recarga seja demorada em comparação com celulares mais modernos que trazem o padrão USB-C.

Nos últimos dias, vimos o preço do Redmi 7 chegar a R$ 715, mas hoje ele pode ser encontrado por R$ 799.

Ficha técnica

  • Tela: 6,26 polegadas HD+ (1.520 x 720 pixels)
  • Sistema operacional: Android 9.0
  • Processador: Snapdragon 632 (1,8 GHz)
  • Memória: 32 GB de armazenamento; e 3 GB de RAM
  • Câmeras: traseira de 12 MP + 2 MP; e frontal de 8 MP
  • Bateria: 4.000 mAh

Divulgação
Imagem: Divulgação

Moto E6 Plus

O novo baratinho da Motorola mostra que as fabricantes estão apostando em telas maiores e com menos bordas inclusive em linhas mais básicas. E, assim como outros aparelhos de entrada, o E6 Plus traz duas câmeras na traseira, recursos extras de fotografia, leitor de impressão digital e mais.

Por outro lado, para chegar em um custo acessível, ele traz bateria removível (para quem ainda curte) e entrada MicroUSB. Mas ainda estamos falando de um aparelho de entrada, e para o que ele se propõe, as coisas fluem bem, como em jogos e apps mais leves.

O preço do Moto E6 Plus chegou na casa dos R$ 622,80 nos últimos dias, embora, mais recentemente, ele esteja custando R$ 674,90.

Ficha técnica

  • Tela: 6,1 polegadas, resolução HD+ (720 x 1.560 pixels)
  • Sistema operacional: Android 9 Pie
  • Memória: 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento
  • Processador: Helio P22 octa-core (2 GHz)
  • Câmeras: principal com 13 MP + 2 MP; e frontal de 8 MP
  • Bateria: 3.000 mAh

Qual comprar?

Pelo conjunto da obra, o Galaxy M30 sai como a melhor opção por causa da sua lente tripla e bateria grande. Mas o Zenfone 5 também é bacana, apesar de ser um modelo do ano passado. Para quem está com pouca grana, o Moto E6 Plus se paga pelo preço baixo, mas vale dar uma chance ao Redmi 7 também. O K8+ é bem mais barato que os demais, mas com as piores especificações —quem hoje em dia se vira com só 16 GB de armazenamento?

Outras boas ofertas

Nem todos os celulares desta faixa de preço foram monitorados pela reportagem ao longo de novembro. Mas durante a pesquisa, encontramos modelos que ficaram com bons preços em comparação aos seus respectivos preços de lançamento. Confira nossas "menções honrosas".

  • Moto G7 Power: lançado no começo deste ano por R$ 1.399, este smartphone da Motorola traz 5.000 mAh de bateria e autonomia de dois dias. Seu preço atual é de R$ 899.
  • Galaxy A30: a quem procura um celular com tela de alta qualidade, este pode ser uma boa opção. Ele, que saiu chegou por R$ 1.599, mas é encontrado por R$ 996.

* Preços pesquisados no Shopping UOL entre 4 e 22 de novembro de 2019; e estão aqui na modalidade à vista, com eventuais descontos em relação ao preço parcelado

Smartphone