Topo

Cientistas criam chifre de rinoceronte sintético para enganar caçadores

Rinocerontes no reino de eSwatini, na África - wrangel/Getty Images/iStockphoto
Rinocerontes no reino de eSwatini, na África Imagem: wrangel/Getty Images/iStockphoto

De Tilt

08/11/2019 12h25

Cientistas da Universidade de Oxford, nos Estados Unidos, criaram chifres sintéticos de rinoceronte a partir da crina dos cavalos que têm, além de aparência similar, propriedades colágenas muito próximas do original.

O objetivo, segundo a CNN, é "confundir" os caçadores e tentar evitar a morte desenfreada de rinocerontes, que tem os chifres arrancados e vendidos de forma clandestina; acredita-se que a peça tenha propriedades medicinais que ajudariam no tratamento de problemas que vão de ressaca até câncer.

Para se ter uma ideia, de acordo com a organização de conservação Save the Rhino, 892 dos animais foram mortos na África em só 2018.

"É fácil e barato fabricar um material de chifre de inspiração biológica [a versão feita com crina de cavalos]", declarou o autor principal do estudo, professor Fritz Vollrath, do Departamento de Zoologia da Universidade, em artigo publicado hoje na revista Scientific Reports.

O grupo pretende compartilhar a "receita" de fabricação do chifre sintético com pesquisadores de outros lugares do mundo para garantir a proteção dos rinocerontes ao redor do mundo.

Outro lado

A fundação Save The Rhino, no então, não acredita que a estratégia possa fazer diferença e resuzir o número de animais mortos durante a caça.

Cathy Dean, CEO da organização, disse à emissora que inundar o mercado com produtos falsificados pode prejudicar os esforços da lei para reprimir o comércio de chifres de rinoceronte, em vigor desde 1977.

"Se você flagrar alguém que esteja traficando um chifre de rinoceronte real, eles poderão alegar que pensam estar carregando um chifre de crina de cavalo. Isso tornaria o processo da acusação muito mais difícil", acredita.

Ciência