Topo

Horário de verão: entenda por que celular adiantou uma hora; saiba resolver

Alguns aparelhos eletrônicos ainda não se conformaram com o fim do horário de verão - Estúdio Rebimboca/UOL
Alguns aparelhos eletrônicos ainda não se conformaram com o fim do horário de verão Imagem: Estúdio Rebimboca/UOL

Helton Simões Gomes

De Tilt, em São Paulo

03/11/2019 09h33

Sem tempo, irmão

  • Alguns aparelhos eletrônicos adiantaram em uma hora o horário neste domingo
  • Eles fizeram isso porque foram configurados para se adaptar ao horário de verão
  • Segundo as regras do ano passado, isso deveria ocorrer no 1º domingo de novembro
  • Só que, no começo do ano, o presidente Jair Bolsonaro encerrou o regime especial
  • O problema foi que fabricantes e operadoras não enviaram a mudança aos dispositivos

Como previsto, alguns celulares e computadores, que não se acostumaram com a ideia de que o horário de verão brasileiro foi encerrado em 2019, adiantaram em uma hora neste domingo (3). O regime especial não entrou em vigor neste ano graças a uma decisão do presidente Jair Bolsonaro.

E o problema maior é que, ao adiantar o horário automaticamente em uma hora à meia-noite deste domingo (3), os aparelhos podem ter complicado a vida de muita gente, principalmente a de estudantes que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Já pensou acordar na hora errada justamente no dia de uma prova importante dessas? Pois é. Se você ficou preocupado, calma: é possível contornar o problema. A rebeldia dos eletrônicos já foi percebida em outubro. Mas isso não quer dizer que as máquinas finalmente se rebelaram contra os seres humanos e querem nos sabotar aos poucos. Há uma explicação.

O que explica a confusão?

Tradicionalmente, o horário de verão ocorre no terceiro domingo de outubro. Foi assim, até que, em 2017, o presidente Michel Temer editou um decreto definindo que o regime especial passaria a entrar em vigor no primeiro domingo de novembro a partir de 2018. A ideia era não atrapalhar o segundo turno das eleições, que ocorreu em 28 de outubro do ano passado — a iniciativa até gerou uma onda de notícias falsas.

Por si só, essa mudança já deixou aparelhos eletrônicos confusos. Só que, em março deste ano, Bolsonaro assinou um decreto que encerra o horário de verão. Aí os dispositivos piraram de vez.

No dia 20 de outubro, um domingo, muitos celulares, computadores, tablets e outros sistemas conectados amanheceram com o relógio uma hora adiantada. Eles pensaram que estava valendo a regra em vigor até 2017. Desta vez, o Google já avisou que o mesmo pode acontecer: outros aparelhos podem ajustar o horário com base na regra fixada por Temer. Os dois grupos, no entanto, estão errados, já que o horário de verão foi encerrado pelo novo presidente.

Acontece que os sistemas operacionais que rodam nestes eletrônicos se baseiam em um banco de dados de fuso horário para definir as horas. Quando há alguma alteração, como uma mudança no horário de versão, é preciso que a tabela seja atualizada. Isso é feito por meio do envio de sinais, seja das operadoras de celular ou das fabricantes do aparelho.

O problema ocorre porque o update não é enviado, seja avisando para mudar de horário, seja avisando para abortar o ajuste no relógio. É possível que tenhamos esta mesma conversa em fevereiro, quando o horário de verão costumava acabar.

Como reverter o problema?

Android

Entre no menu Configurações e siga este caminho: Sistema > Data e Hora > Desative as opções "Data e hora automáticas" e "Fuso horário automático".

O caminho pode mudar um pouco conforme a fabricante do celular - o que costuma variar é a nomenclatura da função e sua posição dentro do menu de configurações. Em um Samsung, pode começar por "Gerenciamento geral", por exemplo. Uma dica é recorrer à ferramenta de na busca dentro das configurações (uma lupa na tela inicial) e pesquisar por "hora".

iPhone

Vá a Ajustes > Geral > Data e Hora. Lá você tem duas opções:

  • desativar a opção "Automaticamente" e ajustar o relógio para a hora certa, caso ele mude sozinho no domingo.
  • deixar o "Automaticamente" ligado.

Nesse segundo caso, é bom estar ciente que você precisa:

  • Dar permissão para o iPhone usar a localização atual, em Ajustes > Privacidade > Serviços de Localização > Serviços do Sistema e selecionando a opção "Ajuste de Fuso Horário";
  • Verificar se o celular mostra o fuso horário correto em Ajustes > Geral > Data e Hora > em "Fuso Horário", mostrar a cidade correta. Só cheque se a hora bate com a correta.

PC Windows

A Microsoft também conta com atualização automática de fusos e horários de verão no Windows.

Para instalar todas as atualizações do sistema, basta ir às configurações do Windows 10. Clique no ícone de janelinha (canto direito da tela) e depois na engrenagem para chegar às configurações. Depois siga o caminho Atualização e Segurança > Windows Update > ver se há a mensagem "Há atualizações disponíveis". Se sim, clique em "Reiniciar agora" para começar o serviço.

Já a atualização manual de hora pode ser feita nas Configurações. Basta seguir o caminho "Hora e idioma" > "Data e Hora" > Ajuste a data e hora manualmente. Ou ligue a opção "Ajuste o fuso horário automaticamente" para que ele faça isso sozinho. Só veja se o fuso está correto nesse mesmo menu, em "Fuso Horário".

Mac

Escolha o menu Apple (o com ícone de maça, no topo esquerdo da tela principal do Mac OS). Depois vá a "Preferências do sistema" e clique em "Data e hora".

No painel "Data e hora", verifique se "Definir data e hora automaticamente" está selecionado e se seu Mac está conectado à internet. O seu Mac pode obter a data e hora atuais dessa forma.

Para ajustar manualmente, desligue a opção acima. Para fazer essa alteração, você terá de clicar no ícone de cadeado e inserir sua senha de administrador.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Fique por dentro