Topo

Comfort, Black, VIP, X, Juntos: o que cada serviço da Uber oferece?

Uber Comfort chegou para diversificar as opções - Estúdio Rebimboca/UOL
Uber Comfort chegou para diversificar as opções Imagem: Estúdio Rebimboca/UOL

Rodrigo Trindade

De Tilt, em São Paulo

08/10/2019 04h00

Sem tempo, irmão

  • Uber Comfort chega em novembro para substituir a categoria Select
  • Recurso de personalização de viagem também será levado para o Uber Black
  • Novidade tende a tornar mais impessoal o contato entre passageiro e motorista

A experiência diferenciada de pedir um Uber, de ganhar bala ou água ao pegar um carro, é cada vez mais rara. Em novembro, no entanto, o serviço Uber Comfort resgatará um pouco daquele tratamento mais personalizado que agradou tanto aos usuários do app nos primeiros anos, que antes tinham somente a opção de pegar um táxi e aceitar o que ele oferecia.

A empresa confirmou nesta segunda-feira (7) que o antigo Uber Select será substituído pela nova modalidade, mais cara que o econômico UberX e mais em conta que o Uber Black. Ao chamar um Uber Comfort, você antecipa dois aspectos da viagem: temperatura do carro e a abertura para conversas com o motorista.

Você poderá pedir antecipadamente para o motorista deixar o ar condicionado no máximo e aclimatar o veículo para um dia quente do verão brasileiro, além de avisá-lo de antemão que preferirá o silêncio naquela viagem. Essa personalização da viagem é uma das características da nova categoria, mas não a única. Para não ficar dúvidas sobre as opções de transporte que o aplicativo oferece, Tilt te explica as características de cada uma.

UberX

Serviço mais básico, que oferece carros compactos, com ar-condicionado e quatro portas. Possui duas variações: VIP e UberBAG. O VIP está disponível sob certos critérios; segundo um post da empresa, é preciso atingir os requisitos mínimos do programa, um número mínimo de 20 viagens ou pedidos no Uber Eats e o passageiro manter uma nota mínima de 4,6. O VIP oferece os motoristas mais bem avaliados da plataforma, enquanto o UberBAG seleciona carros que contam com porta-malas maior.

Uber Comfort

Uber Comfort
Personalização de viagens é marca do Comfort
Nova categoria intermediária que vem para substituir o Select (a ser extinto no fim de novembro). Além da já mencionada personalização de características da viagem, o serviço exige carros mais modernos, com requisitos mínimos de conforto e espaço interno. Os motoristas também precisam ter uma nota acima de um limite mínimo definido pela empresa, além de terem completado uma quantidade mínima de viagens.

Uber Black

Categoria que exige carros sedã como Toyota Corolla, Ford Fusion e Volkswagen Jetta com banco de couro e ar-condicionado sempre ligado. A personalização de viagem introduzida pelo Comfort também será incluída no Black, que permitirá que você pré-selecione a força do ar-condicionado e se você quer ou não conversar com o motorista.

O Uber Black tem como proposta a oferta de viagens de luxo, consequentemente mais caras. Caso você precise de espaço para sua bagagem, o ideal é chamar um Black Bag, que cumpre uma função semelhante ao UberBAG, mas com carros mais luxuosos.

Uber Juntos

É a categoria que incorpora o conceito de viagem compartilhada. Ao pedir um carro desses, você deve se deslocar até um ponto de embarque e dividirá a viagem com outros usuários que farão um trajeto semelhante ao seu. É como se fosse uma carona coletiva e a opção mais em conta se seu objetivo é ir para casa de carro, mas economizar na viagem.

Transporte particular, mas impessoal

A novidade introduzida pelo Uber Comfort certamente agradará usuários mais avessos a socializar com desconhecidos, ou que aproveitam seu tempo de viagem no carro para trabalhar.

Ao mesmo tempo, selecionar "prefiro viajar em silêncio" é uma opção simbólica da era digital em que vivemos; somos conectados a motoristas que não conhecemos, mas sequer queremos trocar palavras com eles durante a prestação de serviços —preferimos a impessoalidade e pagamos mais por isso.

Não é nada que uma breve conversa no início de uma viagem possa resolver, ou mesmo uma preferência que pode ser indicada por meio de linguagem corporal, como ficar no celular durante todo o trajeto, colocar fones de ouvido ou pegar um livro. De todo modo, havia demanda para os recursos introduzidos pelo Comfort, como explica Claudia Woods, executivo-chefe da Uber no Brasil.

"Buscamos sempre conversar com nossos usuários e parceiros para entender o que precisam, o que querem e o que esperam de nós. Este produto vem como mais uma inovação da Uber para atender a demandas específicas que identificamos durante essas conversas", afirma.

"Muita gente já passou por situações assim. Você entra no carro cansado e tudo o que precisa naquele momento é de um pouco de sossego. Ou quando você simplesmente procura uma viagem mais confortável para jantar com seus amigos", detalha a executiva.

Qualquer um consegue se identificar com o cenário descrito por Woods, mas ao refletir um pouco sobre o botão de "não conversar", é difícil não estranhar como a tecnologia evoluiu para evitarmos o mínimo contato humano.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Uber