Topo

Rival do Google Maps? Uber agora vai mostrar rotas de transporte público

Dara Khosrowshahi, CEO da Uber, durante evento da plataforma nos Estados Unidos - Rodrigo Trindade/UOL
Dara Khosrowshahi, CEO da Uber, durante evento da plataforma nos Estados Unidos Imagem: Rodrigo Trindade/UOL

Rodrigo Trindade

De Tilt, em San Francisco (EUA)*

26/09/2019 14h56

A Uber quer que você use o app dela para saber qual é o melhor jeito de traçar sua rota para casa e, uma vez nela, pedir o jantar. Em evento em San Francisco (EUA), a empresa mostrou nesta quinta-feira (26) duas última novidades que chegarão ao Brasil: o Uber Transit e a integração do Eats ao aplicativo principal.

As mudanças fazem parte de uma nova visão para a empresa, que surgiu como um serviço para chamar motoristas particulares. "O que queremos ser como empresa é o sistema operacional para sua vida", afirmou o executivo-chefe Dara Khosrowshahi.

Nessa nova concepção de Uber, o aplicativo principal deixará de abrir com o mapa, mas com uma lista de serviços: carros, trânsito, comida, bicicletas e o que mais estiver disponível em cada região. Nove países receberão a novidade, Brasil entre eles.

Se você ainda gosta do clássico, com o mapa, ainda haverá uma versão do aplicativo com esse visual "retrô", com os diferentes serviços discriminados na parte inferior da tela do seu celular.

No território brasileiro, Uber Eats e as corridas com carros são os serviços disponíveis no momento, mas mais está a caminho. O compartilhamento de bicicletas da Jump está previsto para o Brasil, assim como o Transit, que chegará até o final do ano a São Paulo.

Esta novidade faz parte do "sistema operacional da vida". Já em funcionamento em cinco cidades, como Londres, e expandida a Paris, Cidade do México e San Francisco a partir desta quinta, o Transit se apresenta como uma concorrência ao Google Maps. Como?

Se antes você checava pelo app do Google qual o melhor meio de transporte para ir do ponto "A" ao ponto "B" (Uber incluso), o aplicativo da Uber indicará quanto tempo levará e o preço para você se deslocar de ônibus, metrô ou Uber. A ideia da empresa é que os usuários mudem seus hábitos e sempre abram o app Uber quando forem pesquisar sua próxima viagem.

"Se você pode ter as melhores informações em um lugar, você terá uma experiência de viagem melhor", afirmou David Reich, diretor de Transit.

Tudo isso funciona a partir de uma parceria com o Moovit, app que trabalha com as agências de trânsito locais para obter dados, limpá-los, retrabalhá-los e depois te informar quais as melhores formas de se deslocar sem seu próprio carro pela cidade.

*O jornalista viajou a convite da Uber.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Uber