Topo

Moderadores do Facebook relatam problemas psicológicos devido ao trabalho

Dado Ruvic/Reuters
Imagem: Dado Ruvic/Reuters

De Tilt

17/09/2019 12h26

Trabalhar como moderador de conteúdo do Facebook pode causar sérios problemas psicológicos, segundo reportagem publicada hoje pelo jornal britânico "The Guardian". O jornal ouviu ex-empregados e funcionários atuais, que relataram diversas situações de estresse no trabalho.

Os trabalhadores disseram que testemunharam colegas de um centro de moderação em Berlim, na Alemanha, se tornarem "viciados" em olhar fotos e vídeos. Alguns, inclusive, salvavam parte desse conteúdo para uso pessoal.

Além disso, muitos empregados acabavam sendo influenciados pelo discurso de ódio e notícias falsas que liam todos os dias.

Haviam também funcionários que perderam traços de sua personalidade, ficando indiferentes a conteúdo violento, sexual e bullying compartilhados na rede social, aos quais eram expostos durante oito horas por dias, incluindo trabalho noturno e aos finais de semana.

No trabalho, os moderadores tinham acesso a conversas privadas entre adultos e menores de idade que eram identificadas pelos algoritmos do Facebook como conteúdo sexual. Em 90% dos casos, essas conversas tinham, de fato, conteúdo sexual.

"Era violento e absurdo. Você entende mais sobre esse tipo de sociedade distópica que nós estamos construindo todos os dias. Havia homens brancos e ricos da Europa e dos Estados Unidos escrevendo para crianças das Filipinas. Eles tentavam conseguir fotos em troca de US$ 10 ou US$ 20", disse um ex-moderador do Facebbok ao "Guardian" sob anonimato.

Mais Facebook