Mais informação com menos tempo de leitura
Topo

Apple se desculpa após denúncias de que guardava e ouvia gravações da Siri

Siri da Apple - Getty Images
Siri da Apple Imagem: Getty Images

De Tilt

29/08/2019 08h39

A Apple emitiu uma nota se desculpando após denúncias de que manteria áudios gravados pela Siri - sistema de reconhecimento de voz por inteligência artificial - sem a permissão dos usuários. Além de se retratar, a empresa fundada por Steve Jobs anunciou que vai mudar suas diretrizes de privacidade.

"Como resultado de nossa análise, percebemos que não estamos cumprindo plenamente nossos altos ideais e, por causa disso, pedimos desculpas", publicou a companhia.

No início de agosto, a Apple suspendeu o programa de revisão de voz da Siri e, agora, prometeu que não salvará mais os áudios sem pedir autorização.

Antes dessa mudança, a Apple registrava os áudios captados pela Siri aleatoriamente e mantinha alguns deles por até dois anos em seus servidores. Em alguns casos, os áudios eram enviados a pessoas terceirizadas, que ouviam seu conteúdo sem identificar os usuários, para transcrevê-los.

"Por padrão, não manteremos mais as gravações de áudio das interações com a Siri", escreveu a Apple.

A empresa disse ainda que quem quiser colaborar com o desenvolvimento de seus sistemas de transcrição, poderá enviar áudios voluntariamente - e eles serão ouvidos apenas por funcionários contratados da empresa, não por terceirizados.

Mais Apple