Topo

Tratamento odontológico gratuito? Golpe no WhatsApp atinge 165 mil pessoas

WhatsApp é usado para aplicação de golpe que "ganha" mais de 2 mil visitas por dia - Pixabay
WhatsApp é usado para aplicação de golpe que "ganha" mais de 2 mil visitas por dia Imagem: Pixabay

Bruno Madrid

do UOL, em São Paulo

22/07/2019 15h02

Resumo da notícia

  • Um golpe no WhatsApp que promete tratamento odontológico gratuito viralizou
  • Segundo laboratório de segurança digital, mais de 165 mil pessoas já foram atingidas
  • Mensagem direciona a vítima para um link em que dados pessoais são coletados

Golpes no WhatsApp são cada vez mais frequentes e atingem um número maior de pessoas a cada dia. Desta vez, um boato que viralizou é sobre um suposto tratamento odontológico gratuito oferecido pelo governo.

Identificado pelo "dfndr lab", laboratório de segurança digital, o ataque denominado "Brasil Sorridente" promete tratamentos dentários ao usuário que clicar em um determinado link - que coleta dados pessoais das vítimas.

De acordo com o laboratório, no Brasil, mais de 165 mil pessoas já acessaram o link malicioso, que recebe, em média, pouco mais de 2 mil visitas diariamente.

Fique atento!

O golpe é simples e eficaz contra quem se descuida. O usuário recebe uma mensagem no WhatsApp com o seguinte aviso: "As inscrições para o 2° semestre do Brasil Sorridente 2019 abriram novamente! Consegui me cadastrar para Restauração em Aiuaba/CE. Os tratamentos são oferecidos em parceria com as Universidades de todo Brasil! Faça seu cadastro e agende sua consulta!".

Golpe diz que tratamento é "oferecido" pelo governo em parceria com universidades - Reprodução
Golpe diz que tratamento é "oferecido" pelo governo em parceria com universidades
Imagem: Reprodução

Abaixo da mensagem, um link é disponibilizado. Quem clicar no endereço é direcionado para uma página em que são pedidas informações como cidade, estado e tipo de tratamento que deseja realizar.

Após este processo, a vítima fornece dados pessoais (nome completo, telefone e e-mail) e recebe a solicitação para compartilhar o link com mais 5 contatos do aplicativo.

Site solicita informações pessoais da vítima, que acredita estar se cadastrando em um tratamento gratuito - Reprodução
Site solicita informações pessoais da vítima, que acredita estar se cadastrando em um tratamento gratuito
Imagem: Reprodução

E não parou por aí: a pessoa que chegar até esta parte do processo é induzida a conceder permissão para receber notificações - basicamente, outros golpes - e direcionado a páginas falsas com anúncios fraudulentos.

O diretor do "dfndr lab", Emilio Simoni, diz que "a cada nova visualização, o cibercriminoso ganha mais dinheiro". Ele afirmou que a grande lucratividade para o hacker faz com que o site permaneça ativo há meses.

Acessou o link suspeito?

Caso você tenha clicado (ou conhece alguém que clicou) no link do "Brasil Sorridente" e percebeu que seu smartphone está estranho, é recomendado buscar um antivírus confiável com urgência. Há vários deles espalhados nas lojas virtuais - muitos, inclusive, são gratuitos.

Ao instalar o antivírus desejado, é só aguardar o app fazer uma varredura no seu celular e seguir o passo a passo. O sistema deve alertar caso exista algum tipo de anormalidade e, dependendo do caso, consegue sanar o problema.

Mais WhatsApp