Topo

Melhor invenção da vida? Como funciona a roupa que não precisa ser passada

Se você investir em tecidos que não amassam, você vai poder aposentar de vez o ferro de passar roupa - iStock
Se você investir em tecidos que não amassam, você vai poder aposentar de vez o ferro de passar roupa Imagem: iStock

Bruna Souza Cruz

Do UOL, em São Paulo

09/05/2019 04h00

A tecnologia avançou e muitos ferros de passar ganharam recursos dos sonhos -- como aquele modelo que impede que você queime a sua roupa. De fato, as novidades têm facilitado o nosso dia a dia. Mas nada dentro "desse mundo" conseguiu ser tão incrível quanto a criação dos tecidos que não precisam ser passados.

Olha só a praticidade: você acorda, toma um banho, tira a roupa da gaveta, veste e fica pronto. Se você já usou alguma peça assim, deve concordar.

O que determina se uma roupa vai precisar ser passada ou não é o material de que aquele tecido é feito. As fibras presentes em sua composição influenciam também se a peça será fácil ou difícil de ser desamassada.

O tecido de uma roupa pode ser composto de material de origem vegetal, animal ou sintético. São essas características as responsáveis pela flexibilidade, conforto e caimento.

O professor Guilherme Wolf Lebrão, do curso de design do Instituto Mauá de Tecnologia, explica que existem dois tipos de deformação (capacidade de amassar) dos tecidos:

  • Plástica: a deformação é permanente e só retorna a sua condição anterior quando aquecida.
  • Elástica: a deformação é temporária e voltar a condição anterior sem a necessidade de aquecimento.

No primeiro caso, quando aquecido, os materiais se tornam flexíveis. Por isso, as fibras desamassam. Uma vez que o tecido esfria, ele mantém a rigidez e permanece esticado.

Que tipo de roupa não amassa?

Segundo a professora Juliana Pirani, de curso de design de moda da Faculdade Belas Artes, as roupas feitas com fibras sintéticas são as mais indicadas se você deseja ter peças que não amassam com facilidade.

Antes de comprar uma roupa, veja na etiqueta a porcentagem de cada fibra. Quanto maior a proporção da fibra sintética, mais chance a roupa tem de permanecer desamassada.

Confira abaixo os tipos de fibras sintéticas que seguem essa linha, segundo os entrevistados:

  • Acrílico: é um tecido mais leve e parece uma espécie de lã.
  • Elastano: os fios são menos rígidos e a sua deformação é elástica (a peça estica facilmente). Várias roupas de academia são feitas com o material.
  • Poliamida: também é um tipo de tecido famoso no mundo fitness. É maleável, confortável e tende a secar rápido.
  • Poliéster: tecidos possuem os fios mais rígidos, a peça é mais resistente. Por isso, são mais difíceis de amassar. Em geral, elas secam rápido.

Fuja do algodão

Do lado das fibras naturais, existem algumas que amassam muito e outras que seguem a linha dos tecidos sintéticos. Fuja do algodão e do linho. Amassam demais.

A lã e seda são fibras naturais, mas amassam pouco. Então, são duas boas opções de tecidos naturais para quem não quer investir seu tempo usando o ferro de passar.

Entenda a tecnologia por trás das nossas coisas

Leia mais

Eletrônicos (in)úteis, robôs e mais bugigangas...

Gadgets que queremos

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

A tecnologia por trás...