Topo

"Tinder do Facebook", Dating está no Brasil; veja como usar e achar crushes

Facebook lançou sua versão própria do Tinder no Brasil - Divulgação
Facebook lançou sua versão própria do Tinder no Brasil Imagem: Divulgação

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

30/04/2019 14h30

Resumo da notícia

  • Facebook anunciou que Brasil contará a partir desta terça (30) com sua plataforma de encontros
  • Nova área da rede social pretende ser rival de peso para Tinder, Happn e outros
  • Novidade já estava disponível em cinco países e agora chega a mais 14, entre eles o Brasil
  • Dating será integrado ao app principal do Facebook; usuários terão que fazer novo cadastro

O Facebook anunciou nesta terça-feira (30), durante sua conferência para desenvolvedores F8, que a sua plataforma de encontros chamada Dating passará a funcionar em mais 14 países, entre eles o Brasil. A novidade que foi anunciada no ano passado estava disponível até agora em apenas cinco países: Colômbia, Tailândia, Argentina, México e Canadá.

Chamado popularmente de "Tinder do Facebook", o Dating é uma nova área dentro da rede social que entra para concorrer com apps como o próprio Tinder, Happn, Grindr e outros. Ou seja: o Facebook agora irá te ajudar a achar novos crushs. Mais do que isso, na verdade, já que a rede social quer que você encontre "relacionamentos significativos" e não só um caso, como ocorre com outros apps.

"As pessoas querem achar novas pessoas, mas também criar romances. Estamos focados em relacionamentos de verdade, que as pessoas se conheçam com o tempo", afirmou Charmaine Hung, gerente de produto do Facebook, em entrevista ao UOL Tecnologia.

Nosso objetivo é fazer o Facebook ser o melhor local para começar um relacionamento online. No Dating não são cartas ou games, focamos nas pessoas por trás dos perfis

Entre os destaques do novo local para achar crushes está a integração, se o usuário autorizar, a funcionalidades já muito usadas do Facebook como eventos e grupos. Neste caso, é possível encontrar pessoas no Dating em eventos futuros ou passados que você confirmou presença - já pode começar a conversar com uma pessoa antes da balada, por exemplo, ou tentar achar alguém que conheceu no passado.

Como vai funcionar

O Dating já passará a funcionar nos próximos dias para quem atualizar o aplicativo do Facebook no seu celular, já que não demanda um aplicativo extra. Exclusivo do mobile, o recurso surgirá como uma nova opção dentro do menu da rede social - onde você clica para entrar em seu perfil ou encontrar seus grupos, por exemplo.

Importante: o usuário não estará automaticamente inserido na plataforma por ter uma conta no Facebook e só entrará se quiser. Para começar a usar o Dating, você deverá abrir a plataforma e entrar com seu perfil. A seção de encontros importará apenas seu primeiro nome e sua idade - apenas maiores de 18 anos são aceitos.

2018, o ano que a casa caiu para o Facebook

Relembre os escândalos

Na sequência, você terminará seu cadastro escolhendo quais informações suas você quer exibir - emprego atual, local em que estudou e etc são opcionais. Você também pode escolher quais fotos irá colocar na plataforma - elas não são coletadas automaticamente do perfil do Facebook.

O funcionamento prático dele difere de outros apps atuais do tipo. Após o cadastro, o Dating irá sempre colocar na sua janela principal opções sugeridas de perfis que combinam com você, não pessoas por localização como o Happn. Essa sugestão, segundo o Facebook, é baseada em informações que você coloca como a faixa etária de interesse, religião, se tem filhos e mais. Caso seu interesse seja por signos, existe um outro app que prioriza essa característica, acredite se quiser.

Se você se interessar por uma pessoa, poderá enviar uma mensagem - não é necessário esperar a outra pessoa dar like em você, como no Tinder ou no Messenger Match. Mas a conversa só continuará se a pessoa que você gostou responder. O Dating construiu uma plataforma de mensagens nova em que não é permitido enviar fotos, vídeos, links ou pagamentos - o Facebook disse que isso ocorre para segurança dos usuários.

Dentro do Dating, você verá apenas o perfil de outras pessoas que também usarem a plataforma - não terá a possibilidade de encontrar qualquer um do Facebook, portanto. O Dating também não mostra seus amigos entre as opções de perfis - ou seja, sua tia ou seu tio não serão sugeridos como um par para você - e você pode escolher se quer ver amigos de amigos. Mas se você está afim de alguém que conhece, pode ter esperanças.

Tem crush em um(a) amigo(a)? Tenta a sorte

Se o que te encantava era a possibilidade de começar um namoro com alguma pessoa com quem você já tenha amizade no Facebook, uma nova funcionalidade anunciada nesta terça foi feita especialmente para você: o Crush Secreto.

Usuário poderá adicionar amigos de sua rede para lista secreta de crushs - Divulgação
Usuário poderá adicionar amigos de sua rede para lista secreta de crushs
Imagem: Divulgação

Esse recurso possibilita que usuários do Dating adicionem uma lista de nove amigos seus da rede social como seus crushes - a cada dia, você pode adicionar uma nova pessoa nessa lista. Se a outra pessoa também te adicionar como crush, o Facebook irá juntar os dois para iniciar uma conversa - semelhante ao que o Tinder faz quando você dá match com alguém.

Se você usa o Dating e entrar na lista de crushes de alguém, você receberá uma notificação anônima de que alguém tem uma 'paixonite' por você. É bom frisar que isso só vale para quem se cadastrar na plataforma de namoro - quem estiver fora e apenas usar o Facebook normalmente não saberá.

Privacidade e busca por algo "real"

Durante a conversa com o UOL Tecnologia, a executiva do Facebook várias vezes reforçou que o Dating busca ser uma plataforma "segura" e para quem busca algo "real". A estratégia é clara: tentar dissociar o novo serviço dos casos de estelionato ou até pior, que fazem com que algumas pessoas tenham medo de buscar relacionamento online.

"Além dos recursos únicos como eventos, queremos criar um ambiente real. Não queremos contas falsas, deixa as pessoas com medo. No Facebook Dating colocamos seu nome real, sua idade e é ligado à conta do Facebook, deixamos mais confortável que tem uma pessoa por trás", apontou Charmaine Hung.

Só não é claro o quão mais seguro o Dating pode ser. A exigência de que a pessoa tenha um perfil do Facebook, por exemplo, é algo que outros apps já faziam antes e pode ser facilmente burlável com perfis falsos - a rede social estima que de 3% a 4% das contas entre os 2,38 bilhões de usuários ativos mensalmente do site são falsas.

Você é o produto: cada passo que você dá na web gera rastros e essas informações são usadas para te vigiar e influenciar o seu comportamento

Entenda

O Dating ainda anunciou um recurso de segurança que liga um encontro marcado pela plataforma a amigos do Messenger, ativando um recurso de localização em tempo real. Com isso, é possível que amigos acompanhem você durante seu encontro - algo, no entanto, que já era possível ser feito com o WhatsApp.

Outro ponto incerto é como os dados da plataforma Dating podem ser usados pela rede social. Nos últimos anos, o Facebook já demonstrou várias vezes que não merece a confiança dos usuários - seja com abuso de dados, exposição de informações e afins. Ao usar o Dating, o usuário estará ciente de que a empresa de Mark Zuckerberg terá informações sobre seus romances.

Por outro lado, o Dating não importa dados do Facebook como suas curtidas - diferentemente do que o Tinder faz. A única informação extra além da idade e primeiro nome que o usuário pode incluir é seus eventos e grupos - cada evento e grupo, contudo, tem que ser adicionado separadamente pelo dono do perfil.

Além disso, é preocupante também que o Facebook busque mais uma área para comandar nossas vidas. Atualmente, a rede social já tem um monopólio grande de redes sociais (com o Facebook e Instagram) e de serviços de mensagens (com WhatsApp e Messenger). Agora, quer guiar também sua vida em busca de um relacionamento. Não dá medo?

Um rival à altura

De um jeito ou de outro, o Dating parece uma evolução natural da rede social em meio a um mundo que pende cada vez mais para inícios de relacionamentos online. Poder paquerar amigos do Facebook é algo que muita gente queria desde que o Tinder surgiu e agora a rede social fez virar realidade - mesmo exigindo que você tenha um cadastro separado para as duas plataformas.

Antes do Dating, uma das maneiras que usuários da rede social poderiam usar a plataforma para buscar relacionamentos era por meio do Messenger Match, que diz ter um milhão de usuários atualmente. O serviço, contudo, é diferente do que o Facebook propõe: criado por brasileiros, o Messenger Match funciona como um bot dentro do mensageiro do Facebook.

Os dois serviços têm recursos parecidos, como a sugestão de pessoas dentro do Facebook com perfil desejado - no caso do Messenger Match, tudo ocorre por meio de sugestões do chatbot, que o usuário responde se gostou ou não. O Dating, no entanto, oferece mais informações para a tomada de escolha do usuário sobre o pretendente.

O Messenger Match ainda tem recursos mais avançados que o Dating, mas que vêm com um preço: por R$ 9,90 mensais, por exemplo, o usuário ganha "super poderes" podendo ver quem já deu like em você e passa a escolher com quem quer dar match, semelhante ao que o Tinder possui.

Apesar de sair anos atrás na corrida pelo namoro online, o Facebook Dating não promete ser "só mais um" serviço no tipo. Existem algumas funções únicas marcantes: o fato de as pessoas poderem encontrar outras por evento na rede social, que possibilita conhecer alguém antes mesmo de ir para aquela balada em comum, é, sem dúvida, atrativa para solteiros por aí.

Mais Facebook