PUBLICIDADE
Topo

Ação contra pedofilia: YouTube fecha comentários de vídeos e exclui canais

Plataforma de vídeos do Google perdeu anunciantes por rede de pornografia infantil que se espalhou por comentários - Getty Images
Plataforma de vídeos do Google perdeu anunciantes por rede de pornografia infantil que se espalhou por comentários Imagem: Getty Images

Rodrigo Trindade

Do UOL, em São Paulo

28/02/2019 18h17

Resumo da notícia

  • Plataforma identificou milhões de vídeos protagonizados por menores e fechou comentários
  • Novo "classificador de comentários" foi lançado para identificar e remover conteúdo inapropriado
  • Canais que publicavam vídeos estimulando comportamento perigoso foram desligados

O YouTube deu um novo passo para desmantelar uma rede de pornografia infantil que permitia a usuários o compartilhamento de comentários e links sobre o tema nos vídeos da plataforma. Em uma publicação no Creators Blog desta quinta-feira (28), a empresa afirmou que vai continuar a apertar o cerco nos comentários dos vídeos que tenham menores de idades, além de implementar outras medidas de moderação.

A empresa informou que desativou os comentários em dezenas de milhões de vídeos que poderiam ser explorados por pedófilos. O esforço inicial se voltou a vídeos que tinham como protagonistas crianças, mas terá continuidade nos próximos meses.

A proposta é expandir essa iniciativa a "vídeos que tenham menores de idade mais velhos que corram risco de atrair a atenção de comportamento pedófilo". O YouTube liberará os comentários em um pequeno número de canais que hospedam esses vídeos, mas sob a exigência de uma moderação ativa que acabe demonstrando uma chance baixa de mensagens de risco.

"Vamos trabalhar com eles diretamente e nosso objetivo é aumentar esse número com o passar do tempo, conforme nossa habilidade de pegar comentários inapropriados continuar a melhorar", diz o comunicado.

Está seguro? Veja como ficar mais protegido online

Leia mais
Um novo "classificador de comentários" foi lançado, permitindo a identificação e remoção automática de mensagens predatórias postadas nas conversas sobre vídeos.

Por fim, a última ação tomada diz respeito a conteúdos publicados por criadores que causam "dano notório à comunidade". O YouTube informou que encerrou canais classificados como perigos a crianças - vídeos com dicas ocultas de suicídio foram encontrados no YouTube Kids.

No comunicado, a plataforma reforçou que vídeos que encorajam desafios danosos e perigosos, que tenham como alvo qualquer tipo de audiência, são contra as políticas. O texto termina com um pedido: "por favor, continue a denunciar esse conteúdo para nós".