Topo

Desespero? Vendas ruins podem fazer Apple baixar preço e retomar iPhone X

Gabriel Francisco Ribeiro

Do UOL, em São Paulo

22/11/2018 13h42

A Apple pode baixar o preço do iPhone XR pouco mais de dois meses após o lançamento do smartphone – pelo menos no Japão. Segundo o ´Wall Street Journal, a companhia deve fazer parcerias com operadoras japonesas para tentar impulsionar as vendas em um dos mercados mais importantes para a Apple.

Os descontos devem ocorrer por causa das vendas pequenas do modelo considerado de “entrada”  – mas ainda assim com um preço alto e acima de concorrentes - da nova linha de smartphones. Analistas estão, inclusive, preocupados com as pequenas vendas do modelo – o ritmo de produção dele até teria diminuído.

Veja também:

O iPhone XR custa US$ 750 no Japão, mas as operadoras oferecem o modelo por um preço mais barato junto a pacotes de dados. Não está claro qual o tamanho do desconto que a Apple vai oferecer em terras japonesas e se isso pode ser estendido para outros mercados, como o Brasil.

O Japão é uma nação prioritária para a companhia norte-americana, já que ela detém 46,7% de participação de mercado no país de acordo com pesquisa realizada pela MMD Labo entre 31 de julho e 1º de agosto.

Entre os smartphones da Apple, o iPhone XR oferece menos vantagens do que os dois outros do lançamento deste ano – o iPhone XS e o iPhone XS Max. A linha “XS” conta com câmera dupla na traseira e tela Oled, por exemplo.

Segundo analistas, essa pode ser uma das razões para as vendas pequenas no início de um ciclo da Apple. Os consumidores que costumam comprar aparelhos logo após o lançamento são ávidos por tecnologia e buscam aparelhos com mais recursos, mesmo que sejam mais caros.

Essa não seria a primeira vez que a Apple usa estratégias do tipo para impulsionar vendas de produtos – no ciclo do iPhone 6S, a companhia cortou a produção de um dos modelos e também incentivou as vendas com parcerias de operadoras.

Há um temor de que o iPhone XR repita o insucesso do iPhone 5C – curiosamente, os dois modelos seguem estratégias semelhantes com variedade de cores, menos recursos e preço mais barato do que os aparelhos lançados no mesmo ciclo. O iPhone XR custa mais caro do que o iPhone 8 Plus, um modelo ainda popular em vendas.

iPhone X pode ser retomado

O Wall Street Journal também aponta que alguns fornecedores estariam retomando a fabricação do iPhone X lançado em 2017. O modelo teve a comercialização diretamente pela Apple interrompida após os novos lançamentos.

Uma fonte ouvida pelo jornal cita que a Apple já havia produzido anteriormente modelos passados para alguns mercados específicos. A empresa enxerga isso como uma maneira de acelerar vendas e aumentar suas margens de lucro e de participação no mercado, já que componentes podem custar menos.

A retomada do iPhone X tem a ver também com o acordo comercial da Apple com a Samsung, de quem a empresa compra a tela Oled. A Apple precisa comprar uma certa quantidade de painéis da fabricante sul-coreana e precisa preencher o vácuo com os cortes no XS e XS Max.

Recentemente, a Apple informou que parará de anunciar quantos iPhones vende, interrompendo uma tradição de anos. Analistas viram isso como uma forma de não revelar uma queda no principal item dos balanços da companhia - a empresa diz que focará a apresentação de seus resultados nos lucros. 

$escape.getH()uolbr_geraModulos(‘embed-infografico’,‘/2018/um-iphonao-desse-bicho-1536927916516.vm’)

Tilt