Topo

Nova lei europeia de dados causa rara queda de usuários no Facebook

AFP
Imagem: AFP

Márcio Padrão

Do UOL, em São Paulo

26/07/2018 15h47

Como mais uma prova de seu ano difícil, o Facebook passou por um fato raro na Europa: perdeu usuários. Mais especificamente, 1 milhão de usuários ativos mensais na Europa, segundo seu próprio balanço trimestral mais recente, divulgado nesta quarta-feira (25). A queda ocorreu em relação ao trimestre anterior.

O Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia (GDPR) possivelmente foi o principal culpado para isso. A nova lei do continente criou algumas restrições para as empresas que cuidam de dados pessoais do público, além de ter dado novos direitos aos usuários.

Nos EUA e Canadá, o número de usuários estagnou, mantendo os mesmos cerca de 241 milhões em relação ao primeiro trimestre de 2018. Na Ásia-Pacífico, houve crescimento no período: de 873 milhões para 894 milhões. E no resto do mundo, idem: de 705 milhões para 723 milhões.

O milhão a menos na Europa é muito pouco perto dos 376 milhões de usuários europeus do Facebook e 2,2 bilhões de usuários totais no mundo todo, mas essa queda é um fato bem raro para a rede social.

Além dos efeitos da GDPR, o escândalo da Cambridge Analytica foi uma grande mancha na reputação do Facebook, e pode também ter influenciado a pequena queda.

VEJA TAMBÉM:

É difícil dizer se será uma tendência daqui para a frente, mas o Facebook está chegando ao teto de usuários em muitos países --o crescimento, se continuar, poderá ocorrer principalmente em países em desenvolvimento.

Outros desafios em andamento para o Facebook poderão dar mais dores de cabeça a Mark Zuckerberg neste ano, como as eleições em alguns países, como Brasil, EUA, México e Índia.

De qualquer forma, a queda na Europa sugere que os europeus estão, neste momento, mais sensíveis a questões de privacidade na internet.

O Facebook te conhece melhor que você mesmo?

UOL Notícias

Mais Tilt