PUBLICIDADE
Topo

Não é coisa só de X-Men: em breve você poderá "atirar" laser pelos olhos

Reprodução
Imagem: Reprodução

Rodrigo Lara

Colaboração para o UOL Tecnologia

14/05/2018 04h00

Imagine como seria legal você ter a possibilidade de atirar lasers pelos olhos, algo digno de super-heróis como o Ciclope, dos X-Men. Legal e perigoso, convenhamos.

Pois pesquisadores da Universidade de St. Andrews, na Escócia, desenvolveram uma substância que, aplicada a lentes de contato, permite ao seu usuário "atirar" feixes de laser pelos olhos. Antes que você se empolgue e já comece a planejar sua carreira de justiceiro, vale deixar claro que esses "raios laser", na verdade, servem para transportar informação, parecidas com aquelas contidas em códigos de barra.

A tecnologia funciona usando uma membrana ultrafina de laser orgânico que é capaz de emitir um raio de fótons quando estimulada por uma luz azul. Esse raio de fótons, que é visível, pode ser ajustado para carregar informações em código binário.

Essa membrana é aplicada como se fosse uma tinta, "pintada" sobre diferentes tipos de superfícies. Os pesquisadores optaram por testar o experimento numa superfície parecida com a de uma lente de contato aplicada a um olho de bovino (que tem estruturas bem parecidas com as do olho humano).

lente laser - Divulgação - Divulgação
a) Membrana de laser aplicada na lente, b) Lente colocada num olho de boi, c) Reflexo de luz branca na lente, d) Olho bovino emitindo o raio, g) Membrana de laser numa unha, h) Ativação ótica do laser na unha
Imagem: Divulgação

É natural que, neste momento, você esteja se perguntando qual é a utilidade disso.

Apesar de parecer coisa de filme, as aplicações principais podem ser bem mas simples: autenticar documentos e transações. Isso significa que a película ativada por laser pode ser aplicada não apenas em lentes nos olhos, mas também em documentos de papel ou de plástico e até em cédulas de dinheiro.

Por ora, ainda não há previsão para a aplicação dessa tecnologia no mundo real. Ainda assim, a ideia de "atirar lasers pelos olhos", por si só, já empolga.