PUBLICIDADE
Topo

Pai diz ter tomado forte choque ao desconectar da tomada o iPad da filha

Tim Gillooley e a filha, Chloe, mostram o carregador que teria explodido; acessório seria original - Reprodução/Daily Mail
Tim Gillooley e a filha, Chloe, mostram o carregador que teria explodido; acessório seria original Imagem: Reprodução/Daily Mail

Do UOL, em São Paulo

28/08/2013 09h59

O britânico Tim Gillooley, 34, disse ter tomado um forte choque no sábado (24), ao desconectar um iPad da tomada. “Houve um estrondo enorme, que me jogou para o outro lado do quarto [...]. Ri histericamente por cerca de dois minutos. Foi um choque grave, que atingiu meu braço. Minha mãe entrou em pânico e minha filha caiu no choro”, relatou ao “Daily Mirror”. 

Chloe, 8, é a dona do tablet e havia pedido ao pai para tirá-lo da tomada. Gillooley afirmou que a chance de a própria garota ter feito isso é de 90%. “Acho que ela teria morrido [caso tivesse tomado o choque].” O incidente foi registrado na casa da mãe de Gillooley, em Widnes (Cheshire, Reino Unido).

O iPad foi comprado na Apple Store de Liverpool para o aniversário de Chloe, em novembro de 2012. O pai disse ter percebido problemas com o carregador do aparelho e, por isso, levou o tablet a uma loja da Apple três meses antes. No local, ainda segundo Gillooley, os funcionários disseram não haver qualquer problema com o acessório. 

Ainda assim, a família comprou um novo carregador original modelo lightening, compatível com o novo padrão de iPad. “Éramos grandes fãs da Apple, mas não deixaremos nossa filha perto de um eletrônico se ele é uma bomba-relógio.”
 

Outros casos
Em julho, foram registrados dois graves acidentes na China envolvendo produtos da Apple – nos dois casos, os usuários teriam conectado seus eletrônicos a carregadores piratas.

No dia 8 de julho, um chinês entrou em coma depois de tomar um choque ao encostar em seu iPhone 4, enquanto o aparelho estava conectado à tomada. Jilin Wu Jian, 30, foi internado em estado grave. Três dias depois, uma aeromoça chinesa morrer ao atender seu iPhone 5 quando o aparelho era carregado.

João Carlos Lopes Fernandes, professor do curso de Engenharia de Computação do Instituto Mauá de Tecnologia, explicou ao UOL Tecnologia que os acessórios piratas podem realmente causar uma descarga elétrica fatal – esse não era o caso da família britânica, segundo Tim Gillooley.

"Um carregador falso, sem sistema de segurança, pode apresentar um problema e passar muita corrente elétrica para a carcaça do aparelho, causando até mesmo um choque com força suficiente para matar."

O problema dos carregadores piratas é que eles não possuem controle de qualidade, então não há como saber se o acessório paralelo possui ou não o equipamento que impede choques. Nos produtos originais, essa chance é mínima, segundo o professor. "Os itens oficiais têm sistemas de segurança que desativam o acessório se houver algum problema, em vez de liberar a carga elétrica", completa Fernandes.