PUBLICIDADE
Topo

Pfizer anuncia que vacina é segura para crianças de cinco a 11 anos

20/09/2021 16h41

Washington, 20 set (EFE).- As companhias farmacêuticas Pfizer e BioNTech anunciaram nesta segunda-feira que os resultados dos últimos testes clínicos da vacina que produzem contra a covid-19 em crianças de cinco a 11 anos apresentaram uma "robusta" resposta de anticorpos e indicam que o imunizante é seguro.

A avaliação aconteceu com 2.268 menores, com a aplicação de duas doses da vacina, com um intervalo de três semanas entre elas.

Foram inoculados 10 microgramas do imunizante, ao invés dos 30 destinados aos maiores de 12 anos.

De acordo com as companhias, a vacina ofereceu "uma forte resposta neste grupo de crianças após a segunda dose", além disso, foi bem tolerada, com efeitos secundários comparáveis aos de pessoas mais velhas.

"Queremos estender a proteção dada à população mais jovem, sujeitos a autorização dos reguladores, especialmente, agora que acompanhamos a propagação da variante delta e à ameaça substancial para as crianças", afirmou Albert Bourla, presidente da Pfizer, através de comunicado.

O imunizante produzido pela companhia e pela BioNTech está aprovada nos Estados Unidos para os maiores de 16 anos e conta com autorização para uso emergencial entre crianças e adolescentes na faixa dos 12 aos 15 anos.

A expectativa agora é de que, com a garantia de segurança nos testes divulgada hoje, a vacinação para a população de cinco a 11 anos poderia ser iniciada no país no fim de outubro.