PUBLICIDADE
Topo

Elon Musk: a filha transgênero que tenta cortar laços com o pai

Elon Musk, empresário dono da Tesla e SpaceX, em evento da US Air Force Academy em abril de 2022 - U.S. Air Force Academy/Wikimedia Commons
Elon Musk, empresário dono da Tesla e SpaceX, em evento da US Air Force Academy em abril de 2022 Imagem: U.S. Air Force Academy/Wikimedia Commons

22/06/2022 11h51

Não se sabe exatamente por que filha não quer ter mais qualquer ligação com homem mais rico do mundo.

A filha transgênero do empresário Elon Musk, que comanda a fabricante de carros Tesla e a fabricante de foguetes espaciais SpaceX, entrou com um pedido na Justiça para mudar seu nome e seu gênero. A filha afirma que não quer ter "qualquer tipo de relação" com seu pai biológico.

A filha de 18 anos pediu à Corte Superior do Condado de Los Angeles para ser reconhecida como uma mulher e pelo nome Vivian Jenna Wilson. Até então, a filha se chamava Xavier Alexander Musk.

A filha de Musk fez o pedido em abril deste ano. Mas só agora esse pedido foi divulgado. Não se sabe exatamente por que a filha não quer ter qualquer ligação com Musk.

Musk foi casado com a mãe da filha, a escritora canadense Justine Wilson, de 2000 a 2008. O primeiro filho do casal, Nevada, nasceu em 2002 e morreu com 10 semanas de vida por causa da Síndrome da Morte Súbita Infantil.

Depois, o casal teve outros cinco filhos, sendo dois gêmeos (Xavier, que hoje se chama Vivian, e Griffin) e três trigêmeos (Damian, Kai e Saxon).

Atualmente, Musk se relaciona com a cantora Grimes, mas eles não são casados. O casal teve dois filhos: X Æ A-Xii e Exa Dark Sideræl.

Todos esses filhos mantêm uma vida relativamente discreta, apesar do sobrenome famoso (Musk).

Musk tuitou que ama todos seus filhos no Dia dos Pais, e não fez nenhum comentário público sobre a decisão de sua filha Vivian de se afastar dele.

Musk tem se pronunciado em diversas questões ligadas a pessoas transgêneros e foi tachado de anti-gay em várias ocasiões. Em 2021, Musk reclamou de pessoas usando seus próprios pronomes (como homens que fizeram a transição para se tornarem mulheres e pedem para serem chamados de "ela", em vez de "ele").

Em 2020, Musk escreveu no Twitter "Pronomes são uma merda" antes de excluí-lo. Logo em seguida, Musk disse: "Eu absolutamente apoio pessoas transgênero, mas todos esses pronomes são um pesadelo estético".

Musk também disse ser fã de Ron DeSantis, o governador da Flórida que pertence ao Partido Republicano (o mesmo do ex-presidente Donald Trump) e que apresentou o chamado projeto de lei "Não Diga Gay". Esse projeto de lei causou bastante polêmica porque ele restringe as escolas de ensinar os alunos sobre orientação sexual e questões de gênero, com os professores se sujeitando a processos judiciais caso não cumpram as normas.

'Este texto foi originalmente publicado https://www.bbc.com/portuguese/geral-61893249'