PUBLICIDADE
Topo

Deslizamento soterra dezenas de casas em povoado andino no Peru

15/03/2022 18h20

Lima, 15 Mar 2022 (AFP) - Um deslizamento de rocha e lama de uma colina soterrou dezenas de casas nesta terça-feira (15) em um povoado andino no norte do Peru. Pelo menos 15 pessoas estão presas entre os entulhos e há seis desaparecidos, um balanço que pode aumentar.

"Não! Deus! Ficou tudo coberto", narra uma pessoa que gravou o desabamento do morro em um vídeo que circula nas redes sociais.

"O deslizamento cobriu, segundo relatório preliminar, aproximadamente entre 60 e 80 casas. Elas foram completamente cobertas", disse à rádio RPP o governador da região norte de La Libertad, Manuel Llempen.

O deslizamento ocorreu por volta das 08h30 locais (10h30 de Brasília) no povoado de Retamas, 2.800 metros acima do nível do mar, no distrito de Parcoy.

Segundo Rolando Capucho, funcionário do Centro Nacional de Operações de Emergência (COEN), 15 pessoas estavam retidas e seis desaparecidas, incluindo três crianças.

"Supõe-se, com base nas informações que nos foram dadas pelos moradores, que há mais pessoas [presas e desaparecidas], mas o COEN só trabalha com informações oficiais", disse ele à rádio RPP.

"Temos seis desaparecidos, incluindo três crianças e três adultos", disse o diretor de gestão de risco do ministério da Saúde, Dr. Jorge Luis Escobar, ao canal N.

- "Consegui sair a tempo" -Retamas, habitada por famílias de mineiros, fica a 16 horas de estrada da cidade de Trujillo, capital regional localizada na costa, 500 km ao norte de Lima.

"Consegui sair a tempo, minha casa foi soterrada. O colapso nos deixou sem nada", disse à rádio RPP a moradora Ledy Leiva, que conseguiu se salvar com outros cinco membros de sua família.

Várias pessoas presas foram resgatadas por vizinhos que abriram buracos em tetos e paredes das casas soterradas, informou a mídia local.

"Há muitas pessoas presas (...) dentro das casas", disse o governador Llempen.

O presidente peruano, Pedro Castillo, informou que o governo apoiará as famílias afetadas pelo deslizamento.

"Ordenei que o chefe da Indeci [Defesa Civil] e o ministro da Defesa [José Gavidia] fossem até a área afetada pelo deslizamento de terra na província de Pataz", disse o presidente nas redes sociais.

O ministro Gavidia afirmou que irá com ele até a área com uma equipe de resposta rápida da Defesa Civil.

"Vamos fornecer toda a ajuda necessária às famílias afetadas", prometeu.

Em 2009, um deslizamento causou pelo menos 13 mortes, incluindo uma criança, e soterrou várias casas em Retamas.

"Este local já havia sido determinado como área de alto risco", alertou Miguel Yamazaki, diretor de Preparação da Indeci.

Deslizamentos ocorrem com alguma regularidade durante os meses de verão na região andina do Peru, devido às chuvas sazonais.

cm/ljc/fj/yow/mr/jc/mvv