PUBLICIDADE
Topo

Deixaria seu filho usar? Instagram é criticado por planejar versão infantil

IStock
Imagem: IStock

Da AFP, em San Francisco

20/03/2021 10h58

O Instagram anunciou que está desenvolvendo uma versão focada em imagens para crianças menores de 13 anos, com opções de controle parental.

O anúncio, confirmado por uma reportagem do BuzzFeed News, ocorre em meio a preocupações com a dificuldade de manter os menores de idade longe dos perigos das redes sociais.

Adam Mosseri, chefe da plataforma de propriedade do Facebook, afirmou no Twitter na noite desta quinta-feira (19) que "as crianças perguntam cada vez mais aos pais se podem entrar em aplicativos que os ajudem a manter contato com os amigos".

"Estamos explorando uma versão do Instagram onde os pais tenham o controle, como fizemos com o Messenger Kids", acrescentou.

Os tuítes de Mosseri receberam respostas com temores sobre assédio ou conteúdos impróprios e a luta contínua das redes contra esses tipos de abuso.

"Não damos coisas às crianças apenas porque elas QUEREM", disse uma mãe em resposta a Mosseri. "Não damos às crianças ferramentas perigosas para brincar enquanto os adultos ainda não descobriram como torná-las seguras", acrescentou.

"O Facebook provou repetidamente que não é confiável. Você não pode nem mesmo impedir o abuso acontecendo no Instagram agora. Não há motivo para confiar em você para proteger as crianças."

O Instagram, assim como sua empresa-mãe, o Facebook, só permite que pessoas acima de 13 anos criem contas, mas na internet verificar a idade é um desafio.

Com mais de 1 bilhão de usuários, o Instagram revelou essa semana recursos destinados a evitar que crianças abram contas e que adultos entrem em contato com jovens que não conhecem. Adultos serão proibidos de enviar mensagens a menores de 18 anos que não sejam seus seguidores.

Da mesma forma, o Instagram procura formas de dificultar que maiores de idade que exibiram "comportamento potencialmente suspeito" interajam com adolescentes.