PUBLICIDADE
Topo

Eta e Iota deixaram 60 mortos e 100 desaparecidos na Guatemala

26/11/2020 16h20

Cidade da Guatemala, 26 Nov 2020 (AFP) - Os furacões Eta e Iota, que atingiram a América Central este mês, deixaram até agora 60 mortos na Guatemala, 100 desaparecidos e 2,1 milhões afetados, seja por enchentes ou deslizamentos de terra, informaram as autoridades nesta quinta-feira.

Em um novo balanço sobre as vítimas, o porta-voz da Coordenadoria de Redução de Desastres (Conred), David de León, órgão responsável pela defesa civil, disse que os ciclones também provocaram a evacuação de 274.829 pessoas.

O responsável comentou que 211 estradas foram afetadas e quase cem pontes danificadas, apesar de os dois fenômenos naturais terem chegado à Guatemala degradados, mas causando danos.

Tanto Eta quanto Iota atingiram o norte da Nicarágua como poderosos furacões e perderam força ao atingir o continente.

No entanto, as chuvas intensas que causaram deixaram um rastro de morte e destruição nos países da América Central.

ec/mav/rsr/mr