PUBLICIDADE
Topo

Após falha, amostra de asteroide Bennu da Nasa está finalmente segura

Sonda Osiris-Rex toca a superfície do asteroide Bennu - Reprodução/Nasa
Sonda Osiris-Rex toca a superfície do asteroide Bennu Imagem: Reprodução/Nasa

Em Washington

29/10/2020 19h30

A Nasa anunciou nessa sexta-feira (29) que sua sonda espacial, Osiris-Rex, conseguiu armazenar em uma cápsula hermética pedra e poeira do asteroide Bennu, coletadas na semana passada, depois que uma falha pôs a missão em risco.

"Terminamos esta operação com sucesso", disse Rich Burns, diretor deste projeto na Nasa. Uma falha no fechamento do compartimento de coleta de amostras chegou a ameaçar a missão.

O braço coletor da sonda havia recolhido grande volume de poeira e fragmentos rochosos durante um contato de poucos segundos com o cometa Bennu, na semana passada. Dias depois, descobriu-se que os fragmentos estavam escapando no espaço, pondo em risco a missão, lançada em 2016.

Em um procedimento de emergência, o braço mecânico transferiu na terça-feira sua carga em uma operação lenta, com 36 horas de duração, à cápsula fixada no centro da sonda, e a tampa da cápsula foi fechada com sucesso, segundo imagens de alta qualidade transmitidas pela Osiris-Rex.

A essa distância, cada etapa da operação levou duas horas, segundo Sandra Freund, da Lockheed Martin, pois cada mensagem demorava 18,5 minutos a chegar à Terra e a equipe queria verificar o resultado de cada ação antes de enviar a ordem da seguinte.

A Osiris-Rex se afastará de Bennu em março de 2021 e a previsão é que pouse em 24 de setembro de 2023 no deserto de Utah, nos Estados Unidos.