PUBLICIDADE
Topo

Chefe da agência espacial Russa e Elon Musk se alfinetam na web

Em Moscou

11/04/2020 15h45

O chefe da Agência Espacial Federal Russa (Roscosmos) acusou a SpaceX do bilionário Elon Musk de praticar preços desleais em lançamentos espaciais, o que forçou a Rússia a reduzir seus próprios preços.

Além de expor suas críticas no Twitter, onde já se envolveu em discussões com Elon Musk, Dmitri Rogizin levou o tema ao presidente russo Vladimir Putin na sexta-feira.

Ele garantiu que a Roscosmos "está trabalhando para reduzir os preços dos serviços de lançamento em mais de 30%, a fim de aumentar nossa participação nos mercados internacionais".

"Esta é a nossa resposta à concorrência desleal de empresas americanas financiadas pelo orçamento dos Estados Unidos", acrescentou.

A SpaceX cobra 60 milhões de dólares pelos lançamentos, mas a NASA paga quatro vezes esse valor, disse ele.

Musk respondeu às críticas no Twitter neste sábado: "80% dos foguetes da SpaceX são reutilizáveis, os deles, 0%. Este é o verdadeiro problema".

A SpaceX planeja enviar astronautas pela primeira vez à Estação Espacial Internacional (ISS) no próximo mês a bordo do seu Falcon 9, um foguete que pode ser reutilizado, reduzindo o preço das missões.

Rogozin disse, no entanto, que os baixos preços da SpaceX só são possíveis graças à generosidade do Pentágono.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS