PUBLICIDADE
Topo

Samsung apresenta "humano artificial" capaz de expressar emoções

Samsung Neon, os "seres humanos virtuais" que podem falar e sentir emoções como se fossem reais - Reprodução/YouTube
Samsung Neon, os "seres humanos virtuais" que podem falar e sentir emoções como se fossem reais Imagem: Reprodução/YouTube

Em Las Vegas (EUA)

07/01/2020 10h37

A Samsung apresentou hoje seus novos "seres humanos virtuais", que, segundo a empresa, podem falar e sentir emoções como se fossem uma pessoa real. Os seres virtuais foram apresentados na CES 2020 (Consumer Electronics Show), em Las Vegas (EUA), um dos mais importantes salões de tecnologia do mundo.

Eles são chamados Neon e foram criados pelo Star Labs, uma unidade na Califórnia da gigante sul-coreana de eletrônicos Samsung.

Segundo a empresa, são seres digitais personalizados que podem aparecer em dispositivos ou videogames e podem atuar como "apresentadores de televisão, porta-vozes ou atores de cinema", ou mesmo como amigos ou parceiros pessoais.

"Os Neons serão nossos amigos, nossos colaboradores e parceiros, aprendendo continuamente, evoluindo e criando memórias de suas interações", disse o diretor-executivo do laboratório, Pranav Mistry.

Reprodução/YouTube
Imagem: Reprodução/YouTube

De acordo com o Star Labs, os Neons são inspirados nas "complexidades rítmicas da natureza e são amplamente treinados para saber como os humanos aparentam, se comportam e interagem".

Embora os personagens virtuais já existam e apareçam, por exemplo, nos videogames, os Neons permitem interagir com humanos e são capazes de incorporar emoções, de acordo com seus criadores.

"Cada Neon tem uma personalidade única e pode mostrar expressões, movimentos e diálogos", afirmou a empresa.

O anúncio chega em um contexto de multiplicação de vídeos criados com Inteligência Artificial que fingem ser pessoas reais, os chamados "deepfakes", que permitem manipular de maneira realista as palavras de uma personalidade pública, por exemplo.

Alguns analistas temem que esses seres virtuais sejam usados durante as campanhas eleitorais para manipular votos ou exacerbar as tensões políticas.

Segundo Jack Gold, analista da J. Gold Associates, a Samsung pode liderar esse novo mercado de seres virtuais, se conseguir demonstrar expressividade e emoções.

"Teremos que esperar para saber do que se trata", completou Gold.

"De qualquer forma, haverá grandes implicações em domínios como atendimento ao cliente, assistência ou funções de treinamento. E, é claro, poderão ser usados para fingir ser um ser humano", disse ele.

Avi Greengart, da consultoria Techsponential, assegura que eles podem ser realistas e "sinistros".

De acordo com a Samsung e com o Star Labs, os Neons apresentam tal semelhança com pessoas reais que não podem ser distinguidos "além da percepção normal".

A empresa espera que seus seres virtuais sirvam como representantes comerciais, consultores financeiros ou pessoais.

"Sempre sonhamos com seres virtuais, tanto na ficção científica quanto nos filmes", disse Mistry.

"Os Neons se integrarão ao nosso mundo e servirão como novos laços com um futuro melhor, um mundo em que humanos são humanos e máquinas são humanas", estimou.

O laboratório Star Labs foi criado em 2019 por Mistry, que foi vice-presidente-executivo da Samsung e chefe de inovação da Samsung Mobile.

Até agora, era conhecido por desenvolver o Sixth Sense, um sistema para interagir com a tecnologia baseada em gestos, desenvolvido no Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Nascido na Índia, Mistry também trabalhou em vários projetos do Google e da NASA.

Inovação