PUBLICIDADE
Topo

China começa a pensar na tecnologia 6G

Fred Dufour/Reuters
Imagem: Fred Dufour/Reuters

Em Pequim

07/11/2019 07h45

O ministério chinês da Ciência e Tecnologia anunciou hoje a criação de um grupo de pesquisas sobre a tecnologia das redes de sexta geração (6G), poucos dias depois de lançar tecnologia 5G.

O ministério formou um grupo de trabalho de 37 especialistas, procedentes de universidades, institutos de pesquisa e empresas, para começar a estudar a tecnologia 6G.

"Este é o início oficial da pesquisa e do desenvolvimento das redes 6G", afirmou o ministério em um comunicado.

Além disso, a empresa chinesa de telecomunicações Huawei, considerada líder mundial da tecnologia 5G, já trabalha na pesquisa da tecnologia 6G, informou o grupo à AFP, sem revelar detalhes.

A China, que mantém uma rivalidade tecnológica com os Estados Unidos, acelerou o lançamento do 5G, que propõe uma velocidade muito superior às redes 4G. As três principais operadoras de telefonia chinesas oferecem o serviço desde a semana passada nas principais cidades do país.

Esta tecnologia é considerada uma revolução das telecomunicações, já que propõe oferece a possibilidade de objetos conectados, automóveis sem motorista e uma automatização muito mais intensa de vários aspectos da vida cotidiana.