PUBLICIDADE
Topo

Sexting

Estrela do Pornhub se aposenta do site sem nunca ter feito vídeo pornô

Ryan Creamer é um comediante que se aproveita dos absurdos do mundo erótico para fazer humor - Reprodução/Pornhub
Ryan Creamer é um comediante que se aproveita dos absurdos do mundo erótico para fazer humor Imagem: Reprodução/Pornhub
Felipe Germano

Felipe Germano é jornalista que escreve sobre comportamento humano, saúde, tecnologia e cultura pop. Para encontrar as boas histórias, atravessa o planeta: visitou de clubes de swing e banheiros do sexo paulistanos à sets de cinema hollywoodianos. Já trabalhou nas redações da Jovem Pan, do site Elástica, na revista Época e na revista Superinteressante.

15/10/2020 04h00

A vida de estrelas pornôs é ingrata. Mia Khalifa, uma das atrizes mais populares do ramo, constantemente nos lembra: declarou que fazer os filmes foi a pior decisão de sua vida, e desencoraja qualquer um a seguir a carreira. Dá para entender. A sociedade não perdoa e os julgamentos continuam por bem mais tempo que o pagamento pelos trabalhos.

Uma estrela, no entanto, parece que vai conseguir sair ilesa desse processo. Mas só porque há uma pegadinha: Ryan Creamer trabalhava como ator, atuava na indústria pornô —mas não era ator pornô. E exatamente por esse motivo, fez fama.

Creamer é um comediante que se aproveita dos absurdos do mundo erótico para fazer humor. A piada aparece quando ele traz pureza para um ambiente tão sacana como é o Pornhub.

Em um dos seus vídeos, intitulado "Urso Dá Pra Novinho Tudo Que Ele Tem", por exemplo, não vemos homens peludos, jovens ou mesmo sexo. Na verdade, a filmagem mostra Ryan jogando Animal Crossing (game que, literalmente, envolve ursos e crianças).

Em outra gravação chamada "Sendo Recompensado Depois de Trabalhar Duro", mostra simplesmente o ator descansando na cama, ouvindo uma música que gosta, enquanto cuida da pele.

Há ainda vídeos que mostram simplesmente o oposto do que muitos usuários procuram por lá. Entre os títulos de Ryan estão: "Casal Não Faz Sexo ao Lado da Amiga Dormindo", "Professor e Aluno Seguem o Plano de Aula" ou "Eu Uso o Banheiro do Avião da Maneira Comum".

"Eu estava no site e vi como era fácil ser verificado e pensei: 'Ok. Que vídeo engraçado eu poderia fazer aqui?' Acho que meu objetivo, sabendo como sou e qual é o meu senso de humor, era tipo: 'serei a antítese do que este site tem a oferecer'", afirmou Ryan ao site americano Mashable.

"Mas realmente não foi supercalculado. Pensava em fazer um ou dois vídeos", completa.

Mas continuou. De lá para cá, Ryan fez 84 vídeos —que deram bem certo: juntos, eles somam mais de 11 milhões de visualizações.

A fama também transbordou do mundo pornô e começou a inundar outras redes sociais. Hoje ele acumula mais de 150 mil seguidores no Instagram, e quase 100 mil no Twitter. Sua conta no microblog, aliás, foi indicada à categoria de "Melhor Twitter", na premiação Pornhub Awards. Creamer compareceu ao evento acompanhado de sua mãe idosa.

Um possível encerramento da conta já havia sido citado por Ryan nos últimos meses. Em agosto, ao ser questionado sobre quando pensava em parar, respondeu: "Há um número finito de coisas para satirizar. E nunca quero fazer isso apenas para tentar permanecer relevante. Então, às vezes fico tentando fazer essa conta e me pergunto sempre: quantas piadas ainda existem aqui?"

O anúncio oficial, no entanto, apareceu no último dia 12 de outubro, dois anos depois da publicação do primeiro vídeo. "Esses vídeos adicionaram muita diversão à minha vida e espero que tenham adicionado a vocês também. Obrigado a todos por assistirem", afirmou no anúncio.

"Toda pornografia deve acabar inevitavelmente", completou. Nisso, ele e Mia Khalifa concordam.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL