PUBLICIDADE
Topo

Quebrada Tech

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

"Até a mulher tem ciúmes": motorista bomba no TikTok com paixão por ônibus

Antes de começar mais uma viagem, o motorista Jefferson Oliveira produz um vídeo para o seu perfil no TikTok - Romildo Francisco
Antes de começar mais uma viagem, o motorista Jefferson Oliveira produz um vídeo para o seu perfil no TikTok Imagem: Romildo Francisco
Quebrada Tech

O Desenrola E Não Me Enrola é um coletivo de produção jornalística que atua a partir das periferias de São Paulo, investigando fatos invisíveis que geram grandes impactos sociais na vida dos moradores e moradoras dos territórios periféricos.

Tamires Rodrigues

21/04/2021 04h00

O TikTok tem revelado muitos moradores das periferias que têm a habilidade de contar histórias de vida carregadas de vivências sociais e culturais, por meio de vídeos que duram no máximo 15 segundos. O roteiro e o cenário desses vídeos são baseados no cotidiano do morador da quebrada, característica que vem chamando a atenção e engajando muitos seguidores em pouco tempo.

Esse é um pequeno resumo da história do motorista de ônibus Jefferson Oliveira, 36, morador do Jardim Reimberg, bairro localizado no Grajaú, zona sul de São Paulo. Ele afirma que seu cotidiano mudou há um ano, após ter a experiência de mostrar o seu trabalho nas redes sociais com o uso do aplicativo de vídeos curtos.

Oliveira conta que tudo começou como uma brincadeira. "Baixei o TikTok por acaso, porque gosto de conhecer aplicativos novos. A brincadeira se tornou um hobby: fazer os vídeos, divulgar meu trabalho, a paixão que sinto por ônibus, não só por ônibus, mas por carro em geral", diz.

O morador do Grajaú conta que trabalha como motorista de ônibus há 10 anos, mas foi há cerca de um ano que ele criou o perfil no TikTok chamado @Robozao920, que hoje possui mais de 4.500 seguidores. "Cada dia estou conquistando mais seguidores fazendo o que eu gosto, que é dirigir. Sou apaixonado pela minha profissão, tudo que você faz com amor é carinho sai bem feito, né", afirma.

Suas postagens têm, em média, mais de 30 mil likes. O público que interage com seus vídeos assiste à rotina de um motorista de transporte público.

O motorista diz que um dos principais assuntos nos vídeos é o cuidado em dirigir um veículo motorizado que está presente na vida de diversas pessoas periféricas, que o acompanham durante algumas horas do dia na ida e volta para casa.

"Eu cuido dele como se fosse meu, até minha mulher às vezes tem ciúmes de tanto que eu cuido desse carro, cuido até demais", afirma Oliveira.

O ônibus até ganhou um apelido. "Chamo de Robozão porque é um ônibus grande de 23 metros, que na cidade de São Paulo não é tão comum. E 920 porque é o prefixo dele, é o número de identificação dele e da empresa, então a gente apelidou ele de robozão920", diz.

Oliveira não prepara um roteiro ou cronograma de posts para seus conteúdos, o objetivo é ser bem natural e rotineiro. "Geralmente é espontâneo. Eu vejo oportunidade de fazer os vídeos. Eu viciei em fazer os vídeos, então do nada, quando eu vejo a oportunidade de fazer os vídeos eu já estou fazendo", diz.

Ele também recebe alguns vídeos de passageiros que compartilham do mesmo cotidiano. "Algumas pessoas me enviam os vídeos ou, quando passo na rua, quem me conhece faz um vídeo e me envia pelo WhatsApp".

Atento às leis de trânsito e à segurança do público que transporta, Oliveira diz que quando está dirigindo pela cidade recebe apoio do cobrador para as filmagens. "Geralmente precisa de uma segunda pessoa para fazer as gravações. Eu tenho auxílio do cobrador que trabalha comigo. A ajuda é espontânea", diz.

Oliveira não se considera criativo. Sua presença no TikTok vem da habilidade que desenvolve como motorista de ônibus. "Na nossa profissão, cada dia é um conhecimento novo que a gente aprende, é uma situação nova, a gente acaba aprendendo a lidar com aquela situação. É com a habilidade no volante que você aprende, você nunca sabe tudo, você sempre vai aprendendo como lidar com situações diferentes, como se comportar. Habilidade e conhecimento vêm do fato de eu trabalhar com um ônibus moderno com grande tecnologia embarcada", conclui.