PUBLICIDADE
Topo

Pergunta pro Jokura

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Qual é a arma nuclear mais poderosa? Fizeram teste com ela e foi assustador

Bomba nuclear era pelo menos 3 mil vezes mais explosiva do que a usada em Hiroshima na Segunda Guerra Mundial - Getty Images/iStockphoto
Bomba nuclear era pelo menos 3 mil vezes mais explosiva do que a usada em Hiroshima na Segunda Guerra Mundial Imagem: Getty Images/iStockphoto
Conteúdo exclusivo para assinantes
Tiago Jokura

Tiago Jokura é jornalista e, portanto, curioso profissional. Passou os últimos 15 anos respondendo as dúvidas mais complexas e inusitadas dos leitores na mídia impressa, na tentativa infinita de explicar como o mundo funciona com clareza e bom humor. Agora, continua essa saga aqui no UOL.

21/03/2022 04h00

Qual é a arma nuclear mais poderosa? - Pergunta de Nato Russo, Bombinhas (SC) - quer enviar uma pergunta também? Clique aqui.

É impossível precisar, caro bombinense, o potencial de cada um dos 13 mil armamentos nucleares à disposição de alguns países, atualmente —para não mencionar qualquer arsenal não declarado que possa haver por aí.

O que dá para medir, com ampla documentação histórica, é o poderio do armamento nuclear mais potente já testado: a bomba de hidrogênio Tsar Bomba.

Com potência estimada entre 50 e 58 megatons (pelo menos 3 mil vezes mais explosiva do que a bomba lançada pelos EUA em Hiroshima, 1945, na 2ª Guerra Mundial), essa arma soviética foi testada em outubro de 1961, no arquipélago russo de Novaya Zemlya (Nova Zembla).

Os testes foram feitos nessas ilhas isoladas, no oceano Ártico, para evitar consequências que, até então, eram apenas estimadas.

Os efeitos observados após a detonação, com a Tsar bomba a 4 mil metros de altitude caindo de paraquedas (para dar tempo de o avião bombardeiro se afastar), são impressionantes:

  • O alcance da bola de fogo gerada pela bomba foi estimado em 16 km2;
  • A Tsar Bomba causaria queimaduras de terceiro grau em pessoas num raio de 60 km a partir do epicentro da explosão;
  • O impacto quebrou janelas a 900 km de distância;
  • A luz gerada pela explosão foi visível a olho nu a 1.000 km de distância;

Como o teste detonou apenas metade do que a Tsar Bomba poderia explodir, é só dobrar os números acima para ter uma ideia do que esse armamento poderia causar se fosse detonado em todo seu potencial.

A seguir, ilustramos um comparativo estimado entre a explosão da Tsar Bomba e outros artefatos nucleares testados ou utilizados em guerra:

Em 2020, a Rússia (herdeira do espólio nuclear soviético) liberou para acesso público um documentário, até então confidencial, sobre o teste da Tsar Bomba. O áudio, em russo, dificulta o entendimento (embora as legendas estejam em inglês), mas a partir do minuto 22:30, as imagens do cogumelo formado pela explosão falam por si:

Para finalizar, se você quiser fazer o seu teste virtual da Tsar Bomba, com detalhes do efeito causado em vários raios de alcance, basta acessar a ferramenta NUKEMAP. Nela, você pode escolher o ponto de detonação no mapa mundi e a bomba, da Tsar até a Little Boy, detonada em Hiroshima. Um exercício que, esperamos, continue a existir somente em simulações online...

Tem alguma pergunta? Deixe nos comentários ou mande para nós pelo WhatsApp.